Jogada: só após Weintraub chegar aos EUA, que governo publica exoneração

Abraham Weintraub empreende uma 'fuga' do País, para evitar uma possível prisão depois de ser exonerado - foto: notícias Yahoo

FUGA OFICIAL: Sem exoneração publicada, o ex-ministro mantinha direito ao passaporte diplomático e podia se ausentar do país antes da transição na pasta. Com essa jogada, ele se livrou do certo mandado de busca e apreensão de passaporte e da prisão. 

O presidente Jair Bolsonaro publicou a exoneração de Abraham Weintraub do cargo de ministro da Educação. Weintraub saiu do brasil na sexta-feira, ainda com as prerrogativas de ministro de Estado, rumo aos Estados Unidos.

O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub deixou o Brasil e está nos Estados Unidos, segundo informou na manhã deste sábado seu irmão, Arthur Weintraub, assessor especial da Presidência da República.

Ontem, o ex-dirigente do Ministério da Educação (MEC), que anunciou sua demissão na última quinta-feira, publicou nas redes sociais que pretendia deixar o país “o mais rápido possível”.

Weintraub responde a investigações no Brasil por racismo e no inquérito que apura ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Procurado pelo GLOBO, o MEC confirmou que o ex-ministro está nos EUA e acrescentou que ele foi de avião comercial em classe econômica. Ainda de acordo com o MEC, Abraham Weintraub deixou o Brasil na sexta-feira em voo que partiu de São Paulo.

Em seu lugar, ficou, de forma interina, o secretário-executivo da pasta, Paulo Vogel. Ou seja, mais um ministro interino no governo Bolsonaro.

UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui