Madeiras apreendidas são doadas para a Apae e Abrigo Coração do Pai de Iranduba

Foto: Divulgação / PC-AM

O delegado-geral adjunto da Polícia Civil do Amazonas, Antonio Chicre Neto, determinou a doação de, aproximadamente, 44 metros cúbicos de madeira em situação irregular, apreendidos em Iranduba, para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Abrigo Coração de Pai e Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) de Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta de Manaus.

A madeira em situação irregular foi apreendida neste sábado, dia 14, por volta das 6h, pela Polícia Militar do Estado do Amazonas (PMAM), no quilômetro 28 da rodovia estadual Manoel Urbano, conhecida como AM-070. Após a apreensão, a carga foi levada para a 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), em Iranduba, onde foi formalizada a ocorrência e adotados os procedimentos cabíveis.

Foto: Divulgação / PC-AM

Conforme Antonio Chicre Neto, os cerca de 44 metros cúbicos de madeira estavam sendo transportados em dois caminhões, quando os condutores dos veículos foram abordados pelos policiais militares. “A Seminf irá utilizar as madeiras na reforma de escolas da Comunidade Catalão e também na construção de 30 casas, nas Comunidades do Furo do Paracuúba e Xiborena, destinadas às famílias que perderam as residências após o deslizamento de terras nas duas comunidades”, declarou a autoridade policial.

Os dois condutores dos caminhões assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ausência de licença ambiental e ao término dos procedimentos cabíveis na 31ª DIP, foram liberados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui