Brasil Entretenimento

Mangueira é a grande campeã do carnaval do Rio

Última ala do desfile da Mangueira — Foto: Marcos Serra Lima/G1
Avatar
Escrito por Redação II

Para conquistar o seu 20º título, a Mangueira deu uma aula de história na Sapucaí. Mas foi uma história alternativa, com destaque para heróis da resistência negros e índios em vez dos personagens tradicionais das páginas de livros escolares.

O enredo “História pra ninar gente grande” foi assinado pelo carnavalesco Leandro Vieira e contado em 24 alas e cinco alegorias. Em busca do título, a Mangueira exibiu uma bandeira do Brasil com as cores da escola no final do desfile.

“A gente passou a mensagem que a gente queria”, comemorou a rainha de bateria Evelyn Bastos, destacando que a escola exaltou a história do povo negro.

Integrantes da Mangueira comemoram nota na apuração do carnaval 2019 — Foto: Marcos Serra Lima

Destaques do desfile

  • O segundo carro apresentou uma releitura do Monumento às Bandeiras, em São Paulo. A obra apareceu manchada de sangue, em referência à forma violenta com a qual os bandeirantes exploravam o Brasil;
  • Uma ala com passistas, a bateria e outras partes do desfile deram destaque às rebeliões e fugas de escravos;
  • O samba citou Marielle Franco, vereadora do PSOL morta a tiros em março do ano passado. A arquiteta Mônica Benício, viúva de Marielle, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) e o vereador Tarcísio Motta (PSOL) desfilaram à frente da última ala.

Fonte: G1

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.