Mantega: governo deve retirar estímulos econômicos até 2015

Ministro Guido Mantega, faz análise/Foto: Uesley Marcelino(Reuters)
Ministro Guido Mantega, faz análise/Foto: Uesley Marcelino(Reuters)
Ministro Guido Mantega, faz análise/Foto: Uesley Marcelino(Reuters)

Ao fazer as projeções da economia para o ano que vem, decorrente da entrega do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a economia está retomando o crescimento e isso poderá fazer com que estímulos econômicos sejam retirados.

“Estamos já em um processo de reduzir subsídios. Aumentamos a taxa de juros do PSI, o Programa de Sustentação do Investimento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Subimos os juros de 2013 para 2014, que significa subsídio menor. Continuaremos na trajetória de redução de estímulos e subsídios”, afirmou o ministro, sem mencionar quais outros estímulos devem ser cortados.

“Consideramos um cenário de recuperação da economia mundial e também maior crescimento da economia brasileira”, disse o ministro da Fazenda. “Com essa recuperação da economia mundial, estamos considerando a possibilidade de um crescimento gradualmente maior da economia brasileira”, acrescentou.

Segundo Mantega, o cenário de crescimento “vai nos permitir realizar a reversão dos estímulos econômicos”. Para ele, parte dos incentivos já serão retirados ainda em 2014. “Com isso poderemos realizar uma consolidação fiscal maior”, declarou.(Terra)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui