Amazonas Cidades

Médico que agrediu grávida, retorna ao trabalho

Médico obstetra Armando Andrade Araujo - Foto: Divulgação
Redação I
Escrito por Redação I

Uma decisão da Justiça autorizou que o médico obstetra Armando Andrade Araujo, que apareceu em vídeo agredindo uma adolescente durante o parto, retorne as atividades médicas nas unidades de saúde do Estado. A decisão foi feita pelo juiz de direito Diógenes Vidal Pessoa Neto, e expedida nesta quarta-feira (13).

Em decorrência da situação, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) tinha solicitado ao Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas (Igoam) o afastamento do médico.

Nesta sexta-feira (15), o Igoam emitiu uma nota esclarecendo sobre o cumprimento a decisão judicial.

“Em desfavor do Igoam, assinada pelo Juiz de Direito da 6ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho da Comarca de Manaus, datada de 13 de março de 2019, suspendeu o afastamento do médico Ginecologista e Obstetra Dr. Armando Araújo”, diz um trecho da nota.

Médico obstetra Armando Andrade Araujo – Foto: Divulgação

O Igoam informou que, a decisão foi encaminhada imediatamente a Secretaria de Estado da Saúde (Susam),contratante dos serviços realizados pela empresa.

O médico estava afastado dos plantões desde o dia 21 de fevereiro deste ano, respondendo processo administrativo que tramita no Conselho Disciplinar da empresa, conforme previsto no Regimento Interno e Contrato Social, norteadores jurídicos da sociedade.

“O Igoam apenas cumpre a determinação da justiça enquanto aguarda o parecer final do processo”, finalizou a nota.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.