MPE-AM garante apoio às ações de enfrentamento à exploração sexual de menores

Deputado Luis castro com o procurador Francisco Bezerra/Foto: Divulgação

Em reunião realizada hoje, segunda-feira (13), o procurador-geral de Justiça do Estado do Amazonas (MPE-AM), Pedro Bezerra, garantiu apoio à criação de uma coordenação de monitoramento dos casos que envolvem abuso  e exploração sexual de menores de idade, compartilhando informações com os órgãos que integram a rede de proteção dos direitos da criança e do adolescente.
A proposta foi apresentada ao procurador, pelo deputado estadual Luiz Castro (REDE), presidente da Frente parlamentar de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes (Frenpac), durante encontro no MPE-AM, que contou com a presença de representantes do movimento de defesa dos direitos da infância e juventude.

Deputado Luis castro com o procurador Francisco Bezerra/Foto: Divulgação

O objetivo é acompanhar o andamento dos casos de abuso e exploração sexual de menores de idade e garantir a responsabilização dos agressores, impedindo que haja impunidade nesse tipo de crime, sobretudo quando os envolvidos possuem alto poder aquisitivo. O caso do ex-prefeito Adail Pinheiro foi citado como exemplo que deve ser combatido.

Pedro Bezerra disse que o MPE está sensível à causa da infância e juventude e afirmou que envidará esforços para que seja efetivada a reivindicação do movimento.

Em relação à implantação no Amazonas do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM), outra reivindicação do movimento, Pedro Bezerra explicou que a instalação do programa depende de uma articulação entre o MP, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça e órgãos que compõem a rede de proteção à infância e juventude.

O deputado Luiz Castro lembrou que o Programa de Proteção às Vítimas e Testemunhas Ameaçadas (Provita) não acolhe adequadamente, deslocando as vítimas para outros Estados, passando necessidade e sem a companhia de seus familiares.  “Esse programa precisa ser reformulado para atender as peculiaridades do Estado”, defendeu o parlamentar.

Encaminhamentos

O procurador Pedro Bezerra disse que fará uma reunião com o Núcleo da Infância e Juventude para discutir os encaminhamentos e posteriormente reunirá com o movimento para tratar das providências para a instalação da coordenação de monitoramento dos casos de violência sexual contra menores de idade.

Participaram da reunião a coordenadora do Comitê Estadual de Enfrentamento á Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes (CEVSCA), Graça Sales, a representante do IACAS/Icpat, Amanda Ferreira e representante da Rede Um Grito pela Vida, irmã Eurides.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui