O mundo olha a Amazônia por cima, por imagem de satélite, sem pessoas

“É necessário proteger quem protege a Amazônia”, diz enfermeira Vanda Witoto - foto: recorte/vídeo

Em recente entrevista a um canal de televisão, a indígena Vanda Witoto, falou da sua indignação pelas mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips e a visão superficial que o governo federal e as instituições mundiais tem da Amazônia.

“O mundo olha para a Amazônia por imagem de satélite, por cima, só consegue enxergar o verde e a beleza dos rios. Mas a vida das pessoas aqui embaixo, que não consegue ser olhada, é deixada de lado. É preciso proteger as pessoas e não apenas os rios e as florestas”, enfatizou.

Ainda de acordo com Vanda, que também atua como técnica de enfermagem, o mundo se preocupa apenas em proteger as árvores e os rios, deixando de lado quem realmente protege a natureza.

“Ninguém cuida dessas pessoas. Precisamos inverter os olhares porque a vida dessas pessoas é mais importante, já que são elas que mantêm a floresta em pé”, observou.

“Os verdadeiros protetores dos rios e do verde só conseguem isso por conta do modo de vida de respeito à natureza, ao meio ambiente, à flora e fauna e tudo que nos cerca”, concluiu Vanda.

Para ela, as autoridades são omissas em meio às inúmeras denúncias feitas por lideranças indígenas, indigenistas e jornalistas.

De acordo com Vanda, as vidas indígenas não importam para o sistema, que se preocupa apenas com a riqueza dos territórios. O sentimento é de dor entre os povos indígenas residentes na Amazônia.

Veja Vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui