Nepotismo: presidente da Câmara de P. Figueiredo nomeia a sobrinha

Presidente da Câmara de P. Figueiredo comete nepotismo ao nomear sobrinha - foto: recorte

Voraz denunciante de prováveis desmandos na administração do prefeito Romeiro Mendonça e de seu vice Mário Abrahão (ambos do PDT), o vereador Jonas Castro (PSB) só precisou de uma oportunidade na Câmara Municipal de Presidente Figueiredo para fazer o que ele vinha criticando antes.

Pior, praticou o nepotismo com o favorecimento da família, ao contratar a sua sobrinha Sandy Silva Prado, para o cargo comissionado de representante da Câmara do Município, na Vila de Balbina.

Presidente da Câmara de P. Figueiredo comete nepotismo ao nomear sobrinha – foto: recorte

As funções a serem desenvolvido por Sandy não é de conhecimento da população, que foi pega de surpresa com essa contratação mais que suspeita.

Ou seja, Jonas casto perde, a partir do Nepotismo, todo o discurso de moralidade que vinha tentando passar. “o vereador não terá mais moral para criticar Romeiro e Mário Abrahão”, disse uma autoridade do primeiro escalão do município que preferiu não se identificar.

Sandy, a sobrinha do presidente da Câmara – foto: recorte

É a velha história, quando se tem o poder em mãos as pessoas terminam pro praticar o que elas vinham criticando. Pior, esquecem que deixaram de ser a pedra, para virar telhado, de vidro.

Diário Oficial indicando a nomeação da sobrinha do vereador Jonas Castro – foto: recorte

Obra irregular?

Enquanto isso, tramita uma ação popular que questiona a construção da sede da Câmara onde o juiz Roger Paes determinou que a presidência apresentasse o projeto, a licitação e os aditivos, para analisar o pedido liminar de embargo da obra.

A obra da Câmara é questionada no Tribunal de Contas do Estado (TCE) por suspeita de fraude na licitação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui