OIT aprova recomendação para proteger migrantes no mercado de trabalho

Países criam rede e proteção ao mercado de trabalho/Foto: Arquivo

Autoridades dos países-membros da Organização Internacional do Trabalho (OIT), incluindo o Brasil, aprovaram, em Genebra na Suíça, uma recomendação que determina proteção de migrantes e refugiados no mercado de trabalho.

O documento, que recebeu o título “Emprego e Trabalho Decente para a Paz e a Resiliência”, substitui uma recomendação de 1944. A orientação anterior tratava apenas de trabalhadores que deixaram seus países em casos de guerra. A atual abrange os que saíram de seus locais de origem devido a situações de crise causadas por conflitos ou desastres naturais.

Países criam rede e proteção ao mercado de trabalho/Foto: Arquivo

A aprovação do documento também beneficiará os brasileiros que moram e trabalham no exterior, que são cerca de 4 milhões de cidadãos. O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse que a aprovação leva os países signatários a adotarem um procedimento de proteção que já ocorre no Brasil.(Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui