Operação contra pirataria digital tira do ar 334 sites e 94 apps

Na Bahia, policiais apreenderam aparelhos usados na transmissão ilegal de canais de TV — Foto: Arquivo pessoal

Sites ilegais de streaming foram retirados do ar, nesta quinta-feira (8), em Campo Grande, em operação contra uma pirataria digital.

O streaming é a tecnologia de transmissão de dados pela internet, principalmente aúdio e vídeo, sem a necessidade de baixar o conteúdo.

A ação faz parte da Operação 404, desencadeada em Mato Grosso do Sul e outros oito estados do Brasil, com objetivo de reprimir crimes praticados na internet contra uma propriedade intelectual, uma chamada pirataria.

Em Mato Grosso do Sul, policiais do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) cumpriram dois mandados de busca e apreensão em residências de Campo Grande.

Foram apreendidos computadores e materiais de informática que eram usados ​​nos crimes.

Policiais também suspenderam, oficialmente, o acesso dos canais de internet, transferindo o domínio de sites específicos e bloqueando os acessos aos sites ilegais.

Sites e aplicativos de streaming com conteúdo ilegal também são suspensos, com os conteúdos retirados de mecanismos de busca.

Foram ainda suspensos perfis e páginas em redes sociais.

Além de Mato Grosso do Sul, uma operação integrada é realizada no Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Rondônia, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Foto: Divulgação

Lei

De acordo com o artigo 184 do Código Penal Brasileiro, direito de autor de violar e outros que são lhe são conexos é crime.

O inciso 3º prevê pena de reclusão de dois a quatro anos “se uma violação consistir sem oferecimento ao público, mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permite ao usuário realizar a seleção da obra ou produção para recebê-la em um tempo e lugar determinados por quem formula a demanda, com intuito de lucro, direto ou indireto, sem autorização expressa, conforme o caso, do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor de fonograma, ou de quem os represente ” .

Os investigados também podem ser indiciados por associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Operação 404

A ação faz parte de uma mobilização nacional coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública por meio da Secretaria de Operações Integradas em conjunto com a Polícia Civil.

Além de nove estados brasileiros, também participaram da ação do Reino Unidos e dos Estados Unidos.

O nome faz referência ao código de resposta do protocolo HTTP para indicar que uma página não foi encontrada ou está indisponível.

“Isso corresponde ao principal objetivo da operação que é o de tornar indisponíveis acessos, serviços, enriquecimento ilícito por meio de violação de direitos autorais e que geralmente desencadeiam diversas modalidades criminosas graves com o uso da internet de maneira ilegal e criminosa”.

Em todo o Brasil, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão.

Foram bloqueados 334 sites, 94 aplicativos e 20 IPs.

Correio do Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui