Amazonas Destaques Formal & Informal

Ou é Pinho ou Délcio, o próximo Desembargador do Amazonas

Governador Amazonino Mendes com adesivos de candidatos, no dia da votação da lista sêxtupla - foto: divulgação
Redação
Escrito por Redação

A Forte influencia política de dois candidatos da lista sêxtupla do Quinto Constitucional da OAB, da qual vai sair o próximo desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas até o final desse mês de junho, certamente, já tem nome e endereço.

Na avaliação de juristas, concorrentes e não, o próximo desembargador do TJ do Amazonas, ou será o advogado Délcio Santos (primeiro da lista) ou Jorge Pinho (quinto da lista). O relacionamento político dos dois é visto como a mola propulsora, que vai garantir a vaga de desembargador para um dos dois.

Governador Amazonino Mendes com adesivos de candidatos, no dia da votação da lista sêxtupla – foto: divulgação

Délcio Santos é nome certo na lista tríplice que vai ser encaminhada ao governador Amazonino Mendes (PDT), antes do final do mês de junho. Conforme já foi anunciado em uma rádio local, ele tem 18 votos confirmados no pleno do Tribunal de Justiça, além de ser afilhado do senador Eduardo Braga (MDB) e do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB). “Já pode comprar o paletó para a posse de desembargador”, anunciou a rádio.

Carlos Alberto, o outro nome da lista, é procurador, professor da Ufam e diretor da Faculdade de Direito, mas sem influência política no Estado.

Jorge Pinho, quinto da lista, tem forte influência política junto ao governo, através do presidente do Serviço Social do Comércio (Sesc-AM), José Roberto Tadros, o seu sogro, que por sua vez mantém uma profunda relação de amizade com Amazonino Mendes, além de ter sido procurador geral de Amazonino, no governo anterior e aliado político da cúpula da igreja Assembleia de Deus através da dupla Jônatas Câmara e seu irmão Silas Câmara (PRB).

Charles Garcia é ligado ao prefeito de Parintins, Bi Garcia, do qual é sobrinho e que também vem fazendo lobby na tentativa de emplacar o seu nome na lista tríplice.

Silvio Costa, apesar de ter passado por três governos consecutivos, exercendo vários cargos em vários setores, não tem nenhuma influência política na manga para lutar pela posição. Ele é Procurador da Câmara Municipal de Manaus, já foi sub-chefe da Casa Civil do Governo, mas a única coisa que tem, é o seu currículo por serviços prestados.

Alberto Bezerra apesar de não tem influencia política partidária, é bem visto no Tribunal e isso pode lhe garantir a vaga na lista tríplice que vai ao governador, para a escolha do desembargador do quinto constitucional.

Julgamento

Nessa sexta feira (08) acontecerá o julgamento dos recursos contra as candidaturas de Charles Garcia, Jorge Pinho, Silvio Costa e Carlos Alberto.

Na próxima semana será escolhida a lista. A informação é que assim que os três nomes da lista tríplice chegar ao governador, ele manda no mesmo dia, o nome do escolhido para o Diário Oficial do Estado (DOE). Pelo que tudo indica, esse nome é o do Délcio Santos.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.