Pará decreta situação de emergência em 17 municípios

Orla da cidade de Marabá está completamente tomada pela água — Foto: Jhone Freires/TV Liberal

Nesta segunda-feira (17), há alerta da Defesa Civil para risco de chuva para região metropolitana de Belém, nordeste , sudeste e sudoeste do estado e Baixo Amazonas.

No total são 55.022 pessoas afetadas, segundo o Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Destes, são 1.368 desabrigados e 14.244 desalojados.

No Pará, oito municípios decretaram emergência até então, são eles: Aveiro, Rurópolis, São João do Araguaia, Itupiranga, Pau d’Arco, Bom Jesus do Tocantins, Marabá e Trairão.

Rio Tocatins em Marabá está o dobro do nível normal — Foto: Jhone Freires/TV Liberal

A cidade onde a situação está mais grave é Marabá, com mais de 2,5 mil famílias atingidas, sendo que são 600 em abrigos, mais de 1,1 mil na casa de amigos e parentes e ao menos 300 famílias que não deixaram suas casas e estão isoladas no segundo piso de suas casas, quando essas são mais altas.

O nível do Rio Tocantins, o principal da cidade, está com 13 metros, quase sete metros acima do nível normal. As cheias começaram a afetar a cidade ainda em dezembro. No início deste mês, a prefeitura decretou situação de emergência.

Famílias estão ema abrigos em Marabá — Foto: Jhone Freires/TV Liberal

Decreto estadual

O decreto estadual foi publicado no fim de semana no Diário Oficial e tem validade por 180 dias. O documento deve auxiliar com subsídios às cidades, mas na publicação oficial não há detalhes sobre liberação de recursos.

Até esta segunda, o governo não passou informações sobre o auxílio para as demais cidades, além de Marabá.

Marabá está com rios mais de 12 metros acima do nível normal — Foto: Marcelo Seabra/Agência Pará

As cidades com problemas registrados pela chuva e listadas pelo governo são as seguintes:

Região do Araguaia

  1. Pau D’Arco;
  2. Santana do Araguaia;
  3. Tucumã;
  4. São João do Araguaia;
  5. Bom Jesus do Tocantins

Região do Carajás

  1. Marabá;
  2. São Geraldo do Araguaia;
  3. Parauapebas;

Região do Tapajós

  1. Aveiro;
  2. Rurópolis;
  3. Trairão;
  4. Novo Progresso;

Região do Baixo Amazonas

  1. Juriti;
  2. Oriximiná;
  3. Santarém;
  4. Óbidos;

Região do Lago de Tucuruí

  1. Itupiranga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui