Pastora Flordelis mantinha rituais com nudez, sexo e sangue, diz testemunha

Pastora Flordelis e o pastor Anderson - foto: O Dia

Novos detalhes das investigações sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal pelo estado do Rio de Janeiro, pastora evangélica e cantora gospel Flordelis dos Santos de Souza (PSD), apontam para outros detalhes chocantes sobre a intimidade da missionária e seu marido.

Testemunha afirma que eles frequentavam casa de swing (local procurado por aqueles que gostam de praticar trocas de casais), bebedeira e espancamento com bastão de beisebol.

Além de ter sido supostamente flagrada em uma casa de swing no Rio com Anderson do Carmo, sua filha Simone, e o marido desta, Flordelis também já teria sido vista completamente bêbada no local, além de ter um quarto exclusivo para ela.

Outro depoente, que já morou na casa da deputada federal, falou que a evangélica obrigava seus filhos a cortarem a própria mão e escreverem salmos da Bíblia com o próprio sangue.

Em outro trecho, o depoente diz que presenciou uma vez quando Anderson do Carmo teria pedido autorização à esposa para manter relação com uma adolescente, e ela teria consentido, mesmo com a jovem não gostando da situação.

Agressões

Agora, segundo informações do jornal Extra, uma testemunha, identificada como Maria Aparecida Limeira, de 69 anos, que trabalhou na casa de Flordelis e Anderson do Carmo, no final dos anos 1990, disse ter presenciado crianças sendo agredidas fisicamente na casa da política e até mesmo punidas com pimenta na boca.

Além das punições físicas, alguns adolescentes que foram acolhidos pelo casal evangélico tinham que trabalhar e repassar todo o dinheiro para o pastor e a cantora gospel.

“Algumas crianças, quando faziam algum tipo de bagunça ou se comportavam de forma que desagradava, apanhavam fisicamente de Flordelis”, disse Maria Aparecida, salientando que presenciou tanto a missionária quanto Anderson do Carmo “passando pimenta no boca de criança que falasse palavrão”.

Ainda segundo o Extra, o filho preso de Flordelis, Lucas César, já havia dito em depoimento que a evangélica tinha um taco de basebol “para bater nos outros”. A parlamentar nega todas as acusações, inclusive que tenha matado o marido ou tentado envenenar um dos filhos que está preso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui