“Pazuello quer aparecer como o Mandetta, com a vacina chinesa”, diz Bolsonaro

Jair Bolsonaro acha que Pazuello está de parceria com João Dória e pode demiti-lo - foto: Alerta

O ministro da Saúde Eduardo Pazuello pode ser demitido por causa do acordo que firmou nesta terça-feira (20) para aquisição de 46 milhões de doses da CoronaVac, em parceria com João Doria.

Segundo o jornalista Lauro Jardim em sua coluna no jornal O Globo, o ministro-general irritou Jair Bolsonaro. O presidente disse a seus assessores que Pazuello está “querendo aparecer demais, está gostando dos holofotes, como o Mandetta”.

O jornalista relatou que Bolsonaro reclamou do ministro com alguns auxiliares e desautorizou-o publicamente, cancelando o acordo na manhã desta quarta-feira.

Lauro Jardim informou que Bolsonaro anda irritado também pelo fato de Pazuello ter “entrado em jogo político” que beneficiaria apenas João Doria, o governador de São Paulo, que promoveu a parceria entre o estado e a fabricante chinesa da Coronavac.

Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui