Polícia Civil prende estelionatário que vendia terrenos, ilegalmente, em Manaus

Vanderson Jordão é preso quando tentava aplicar mais um golpe/Foto: PC

Vanderson Jordão é preso quando tentava aplicar mais um golpe/Foto: PC
Vanderson Jordão é preso quando tentava aplicar mais um golpe/Foto: PC

A Polícia Civil do Amazonas, através da equipe de investigação do 27º Distrito Integrado de Polícia (DIP), coordenada pelo Delegado Titular, Rodrigo Bona, prendeu em flagrante, ontem (27), por volta das 13h00, Vanderson Willian Rodrigues Jordão, de 29 anos, num cartório localizado na avenida Djalma Batista, bairro São Geraldo, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Vanderson foi flagrado pela equipe policial, no momento em que tentava aplicar mais um golpe de venda ilegal de terrenos. Ele anunciava a venda de lotes e terrenos em jornais ou sites de vendas com valores sempre abaixo do mercado e conseguia atrair muitos interessados.

Ele foi reconhecido por uma vítima de 30 anos, que em maio de 2012 viu o anúncio da venda de um terreno no valor de R$ 18, 5 mil no Conjunto Parque das Laranjeiras, bairro Flores, Zona Centro-Sul da cidade. A mulher teria feito contato com ele por telefone e pagou, na época, 18 mil à vista e entregou mais R$ 500 em espécie para ele limpar o local.

Dias depois, a vítima foi até o terreno e constatou que ele não havia realizado o serviço. No lugar ela foi informada por vizinhos que o ponto pertencia a outra pessoa e que ninguém conhecia Vanderson no bairro.

No dia 20 de maio deste ano ele publicou um anúncio num site, informando a venda de um terreno no valor de R$ 16 mil no Loteamento Águas Claras, na Zona Norte da capital.

Um casal procurou Anderson e negociou a compra da área. Em troca, entregou ao homem uma moto modelo Yamaha Fazer, de cor preta e placa NOU – 9449, avaliada em R$ 6 mil. Ficaram acordadas ainda 10 parcelas no valor de R$ 1 mil cada, sendo que a primeira seria paga ontem, dia 27 de maio.

De acordo com o Delegado Rodrigo Bona, o casal foi até o loteamento e constatou que na verdade se tratava de um golpe, pois o terreno pertencia à outra pessoa e que o local não estava à venda. As vítimas foram até o 27º DIP e formalizaram a denúncia. Durante coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje, a autoridade policial comentou a ação.

“Nós estávamos investigando essa denúncia de venda ilegal de terrenos há sete dias. A partir do momento que o casal formalizou o caso confirmamos que se tratava do mesmo estelionatário. Ontem, conforme combinado, nossa equipe acompanhou o casal no pagamento da primeira parcela no valor de R$ 1 mil e prendemos Anderson em flagrante”, ressaltou o Titular do 27º DIP.

Ainda de acordo com Bona, o comparsa de Anderson, que não teve o nome divulgado, está sendo procurado pela polícia. A moto modelo Yamaha Fazer, de cor preta e placa NOU – 9449, usada como parte da entrada na venda, ainda não foi localizada. A mulher que caiu no golpe em 2012, reconheceu Vanderson ontem, na delegacia.

No 27º DIP Vanderson foi flagranteado por estelionato (Artigo 171 da Lei nº 2.848/40). Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá aguardar decisão da Justiça.

O Delegado Rodrigo Bona pede às pessoas que tenham sido vítimas de Anderson que procurem a equipe do 27º DIP, localizado na rua Sávio Belota, s/nº, bairro Novo Aleixo, Zona Norte da cidade, e formalizem as denúncias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui