Ponta Negra segue interditada até o dia 31 de janeiro

Foto: Mário Oliveira

Como medida de enfrentamento à pandemia da Covid-19 na capital, o novo prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), assinou decreto que interdita de forma excepcional a praia do Complexo Turístico Ponta Negra, até o dia 31 deste mês.

O ato normativo está publicado no Diário Oficial do Munícipio (DOM) do dia 1º/1 e visa reduzir o risco de contágio do novo coronavírus, devido ao atual cenário epidemiológico, com mais de 80 mil casos confirmados da doença, que voltou a avançar em dezembro em Manaus.

Foto: Arquivo / Semcom

Conforme foi anunciado pelo novo chefe do Executivo municipal no primeiro dia de seu mandato, na última sexta-feira (1°), um pacote de medidas para enfrentamento à pandemia da Covid-19 na cidade está sendo elaborado.

‘’Uma de nossas maiores preocupações no momento é com a saúde da população, nesse momento em que, infelizmente, a pandemia da Covide-19 volta a crescer em Manaus. Por isso optamos por ampliar o prazo de interdição da Ponta Negra’’, destacou o prefeito.

Segundo ele, a Prefeitura de Manaus não medirá esforços para fazer frente ao novo coronavírus, com parcerias, como a que está sendo conversada com o Governo do Amazonas. Além disso, irá fortalecer o atendimento na rede de assistência básica em saúde.

https://correiodaamazonia.com/ponta-negra-segue-interditada-ate-o-dia-31-de-janeiro/

David Almeida acrescenta que, já na próxima semana, vai se reunir com representantes do Ministério da Saúde em Manaus, para tratar de ações de enfrentamento ao vírus, e que, nos próximos dias, deve lançar o pacote de medidas de combate e prevenção à Covid-19.

“Com parcerias, com cada esfera de poder (municipal, estadual e federal) fazendo o seu papel da melhor forma, vamos avançar nesse cuidado com a vida das pessoas, mas a população também precisa colaborar e manter os cuidados, como o uso de máscara, o distanciamento social e as medidas de higiene’’, enfatizou, David Almeida.

Conforme publicação no DOM, a medida prevista no decreto poderá ser reavaliada a qualquer momento, de acordo com a situação epidemiológica de Manaus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui