PR impõe condições para votar reforma da Previdência

Alfredo Nascimento, e lideranças do partido, em reunião com Jair Bolsonaro/Foto: Divulgação

O presidente do PR, Alfredo Nascimento, e as lideranças do partido na Câmara, Wellington Roberto, e no Senado, Jorginho Melo, se reuniram na manhã desta terça-feira (09) com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, e comunicaram que os parlamentares do PR só votarão a favor da reforma da previdência se o texto sofrer alterações para preservar os professores, os trabalhadores rurais e elevar o valor do Benefício de Prestação Continuada que atende idosos carentes que não contribuem com a Previdência. Alfredo Nascimento ressaltou que o PR reconhece a necessidade da reforma, mas diz que a conta não pode ser paga pelos mais pobres.

O PR, segundo Alfredo, não faz parte da base do governo e por isso tem independência para votar livremente. “Não posso dizer, como presidente da legenda, como o partido vai votar. Vamos conversar e tirar a melhor reforma para a Previdência, que certamente é a melhor proposta para o país”, completou Alfredo Nascimento.

Alfredo diz que partido quer preservar os professores e os trabalhadores rurais/Foto: Divulgação

O PR tem uma bancada de 39 deputados, a terceira maior da Câmara, e será decisivo na votação da reforma. “A proposta de reforma da previdência precisa de alguns ajustes importantes para que tenhamos uma Previdência sustentável e socialmente justa”, disse Alfredo. “Vamos votar no que for melhor para o País”, garantiu
Alfredo aproveitou ainda o encontro para cobrar do presidente Bolsonaro a preservação do polo de concentrados da Zona Franca de Manaus, agilidade na aprovação dos Processos Produtivos Básicos, o asfaltamento da BR 319 e a reforma e reabertura dos portos do interior do Estado que estão com operação suspensa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui