Prefeitura participa de evento internacional de limpeza de rios e praias

A Prefeitura de Manaus participou, neste sábado, 13/11, do Dia Mundial da Limpeza de Rios e Praias, evento organizado pela Ocean Conservancy e que é realizado em mais de cem países.

A ação ocorreu às margens do igarapé Tarumã-Açu, na comunidade indígena Parque das Tribos, bairro Tarumã, zona Oeste da cidade.

Na capital amazonense, o evento contou ainda com a parceria do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) e também com a participação de mais de cem voluntários de projetos ambientais, como Remada Ambiental, Grupo Escoteiro do Mar Marquês de Tamandaré, Tropa Escoteira do Mar Cisne Branco, além dos moradores da comunidade indígena.

Foto: Marcely Gomes / Semcom

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Antonio Ademir Stroski, o evento reforça as ações diárias que a gestão do prefeito David Almeida vem realizando em Manaus.

A coordenadora de Estado da Ocean Conservancy, Katia Kalinowski, disse que o evento sofreu algumas mudanças por conta da pandemia da Covid-19.

Foto: Marcely Gomes / Semcom

“A gente ficou esses dois anos sem fazer o evento. Trabalhávamos em torno de 300 a 400 pessoas e este ano a gente teve que se adequar, para poder voltar o evento e não parar. Então estamos com cem voluntários hoje. Essa ação acontece em mais de cem países, simultaneamente, e geralmente no terceiro sábado de setembro. Este ano, por conta da pandemia e para evitar que muita gente participasse sem vacina, optamos por novembro, para ter validade para a Organização das Nações Unidas, a ONU”, explicou Katia.

Oportunidade

A cacique-geral do Parque das Tribos, Lutana Kokama, afirmou que esse evento foi muito importante para as 37 etnias que fazem parte da comunidade.

“É uma oportunidade que a gente está tendo na comunidade, de muitas que virão. A nossa comunidade nunca teve uma ação de limpeza nos igarapés e o rio Tarumã é um dos mais afetados pelo lixo que cai no esgoto e cai na bacia do Tarumã-Açu. Então a importância dessa ação é para que possamos entender que o nosso rio tem que estar limpo e que precisamos preservar a natureza. Então é um privilégio muito grande para a nossa população indígena e não-indígena”, completou a cacique.

Foto: Marcely Gomes / Semcom

Estrutura

Por orientação do prefeito David Almeida, toda estrutura do evento foi organizada pelas secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), de Limpeza Urbana (Semulsp) e de Saúde (Semsa).

“Estamos fazendo uma ação com diversas secretarias, com uma atenção especial ao problema de resíduos dos igarapés e isso alcança também a gestão adequada dos resíduos. A agenda da prefeitura está dentro do que as pessoas estão vendo, que toca a todos, que é a poluição dos igarapés e tratando das questões do clima. Compromissos que acontecem no planeta todo”, finalizou Stroski.

Foto: Marcely Gomes / SemcomTodo o resíduo recolhido durante a ação foi transportado pela equipe da Semulsp até o Aterro de Resíduos Sólidos de Manaus.

Doação

Durante o evento, a Prefeitura de Manaus realizou a doação de mais de 800 mudas de plantas para os comunitários, além de realizar plantio de mudas de plantas, na via que dá acesso ao igarapé Tarumã-Açu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui