Presa após matar a própria mãe, é solta em audiência de custódia

Foto: Divulgação

Brasil – Uma mulher acusada de matar a própria mãe em 2004 foi presa pela Polícia Civil em fevereiro deste ano. Ao passar por audiência de custódia, no entanto, a mulher que estava foragida há 15 anos foi liberada, sem o uso de tornozeleira eletrônica.

A decisão é do juiz Geraldo Fidélis, que entendeu que Gracielle Rosana da Silva “encontra-se em liberdade desde o ano de 2008, constituiu família, possui filhos menores de idade, residência fixa e trabalho lícito, bem como pelo fato de que a mesma não mais se envolveu em prática delitiva”.

Gracielle havia sido condenada a 13 anos de prisão por ter matado Diva Ferreira da Silva, mãe dela, porque a mãe não aceitava seu namoro com outra mulher. A suposta namorada da filha também chegou a ser presa pelo crime.

Diva foi assassinada com facadas no pescoço, depois de ter pernas e mãos atadas por dois rapazes, acusados de executar o crime, por R$ 700.

Com informações – Folha

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui