Preso por mais de 90 vezes, deputado Daniel Silveira pode puxar mais 4 anos por desacato

O parlamentar bolsonarista, que nega a gravidade da pandemia do coronavírus, recusou-se a usar o equipamento de proteção no local e desrespeitou a agente - foto: arquivo/recorte

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) pode ter que cumprir um a quatro anos de prisão por ter ameaçado uma policial durante exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) Afrânio Peixoto, no Rio de Janeiro. Em vídeo, ele disse que já foi preso por mais de 90 vezes e, que mais uma não vai fazer diferença.

O parlamentar bolsonarista, que nega a gravidade da pandemia do coronavírus, recusou-se a usar o equipamento de proteção no local e desrespeitou a agente.

“A senhora não manda em mim não. Acha que está falando com vagabundo? Pior coisa é militante petista que faz espetáculo. E se eu não quiser botar?”, discutiu o parlamentar.

De acordo com o artigo 344 do Código Penal, usar de violência ou grave ameaça – com o fim de favorecer interesse próprio ou alheio – contra autoridade, pode render reclusão de um a quatro anos, além de multa.

Freguês das prisões

Em vídeo nas suas redes sociais, Daniel Silveira, reconhece que já foi preso por mais de 90 vezes pela Polícia Militar e Civil do Rio de Janeiro e que ‘visitou as mais inóspitas cadeias da história’ e, que mais uma prisão não vai fazer diferença.

Concluiu o vídeo ameaçando o ministro Alexandre de Moraes. Assista o vídeo.

Com texto -Brasil 247

Assista o Vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui