Previdência do AM convoca 2,5 mil segurados para ‘prova de vida’

Foto: Marcelo Cadilhe

Começou ontem segunda-feira (2/12) o recadastramento de aposentados e pensionistas nascidos em dezembro que recebem seus benefícios por meio da Fundação Amazonprev. Espera-se que 2,5 mil segurados procurem o atendimento na sede da instituição previdenciária, na capital, ou nas unidades distritais da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, presentes nos municípios.

Em todas as unidades, o atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h30. No ato da atualização cadastral, é necessária a apresentação de documentos pessoais, como RG, CPF e comprovante de residência atualizado. Em Manaus, os segurados podem procurar a sede da Amazonprev, na avenida Visconde de Porto Alegre, 486, Centro.

Os aposentados ou pensionistas que não puderem comparecer por motivos por idade avançada ou dificuldade de locomoção devem agendar uma visita domiciliar pelos números 3627-3400, 3627-3401 ou 3627-3421.

“O recadastramento é necessário para saber se a pessoa está viva e evitar fraudes no sistema, o que é grave”, afirma a pensionista, Raimunda Nonata Silva, de 72 anos, uma das primeiras seguradas a realizar o recadastramento de dezembro.

Em nota emitida nesta terça-feira (3/12), a Coordenadoria de Atendimento ao Público da Amazonprev informa que no mês de setembro mais de 250 beneficiários da instituição tiveram os vencimentos suspensos por falta de recadastramento. Já em outubro, 550 não atualizaram seus dados cadastrais e também ficaram fora da folha de pagamento. E, em novembro, foram mais de 1,5 mil aposentados.

“Quem perde o prazo do recadastro só terá o ressarcimento de valores após a realização da prova de vida. Em até 10 dias, o benefício é depositado na conta do beneficiário”, declara o presidente da Amazonprev, André Luiz Zogahib.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui