Profissionais da Educação serão beneficiados com lei de valorização, diz Serafim

Foto: Marcelo Araújo/Divulgação

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) disse, na manhã desta quinta-feira, 12, que a Lei de Valorização Progressiva do Magistério, criada em 2007, durante sua gestão como prefeito de Manaus, assegurará os professores da rede municipal a receberem honorários condizentes com sua produtividade e tempo de carreira.

“Fui convidado pelo prefeito David Almeida (Avante) para uma reunião com professores (nessa quarta-feira, 11), a qual ele e o secretário de Educação, Pauderney Avelino, asseguraram que, a partir de agora, todas as promoções por merecimento de título de mestrado e doutorado avançariam. Fiquei muito alegre, por essa lei, uma lei que foi criada na época em que fui prefeito de Manaus, em 2007”, defendeu Serafim nesta manhã na Assembleia do Amazonas.

Segundo o líder do PSB na Casa Legislativa, a lei foi “costurada” pelos secretários da época, no sentido de que não seria possível que um professor que tivesse mestrado e doutorado, ganhasse o mesmo que aqueles que não têm esses títulos.

Foto: Marcelo Araújo/Divulgação

“Passaram-se 14 anos e hoje existem 4.500 professores que têm mestrado e doutorado, mas que não estão ganhando esse “plus”. O que foi anunciado ontem foi exatamente o destravamento dessa fila. A fila vai andar e a prefeitura, progressivamente, vai incorporar o trabalho desses professores os efeitos financeiros. Isso é muito bom, porque centenas deles já estão com tempo de aposentadoria e se isso não fosse feito, terminariam se aposentando sem receber aquilo que eles têm direito”, concluiu Serafim.

De acordo com a Prefeitura de Manaus, serão injetados R$ 40 milhões para a Educação, onde 14.500 servidores serão contemplados com o reajuste da lei em questão. Atualmente, são 3.500 profissionais que aguardam processo em busca desse direito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui