Amazonas Cidades Economia

Profissões em extinção no Amazonas

Concursos públicos são uma oportunidade para quem não tem experiência prévia - Foto: Divulgação/Manaus
Escrito por Redação II

Em uma época de mudanças muito rápidas, é preciso manter-se atualizado diante dos movimentos internacionais para garantir seu próprio emprego. Essa é a realidade em muitas regiões do país.

Isso porque o trabalhador comum pode sofrer com situações inesperadas que afetam diretamente sua forma de ganhar a vida. Os avanços tecnológicos, obras de infraestrutura e mudanças nos costumes são alguns dos fatores que podem pegar um cidadão de surpresa.

Esse momento de transformação ainda conta com um agravante: a crise econômica, que é frequentemente pauta de muitas notícias pelo Brasil inteiro. O cenário, então, revela que carreiras tradicionais estão sendo ameaçadas, acompanhadas pelo índice de desemprego, que atingiu 19% em 2018, de acordo com o IBGE.

O estado do Amazonas ainda conta com algumas peculiaridades no quesito profissões. A região é a maior em área do Brasil e a segunda menor em densidade populacional, o que proporciona longas distâncias, áreas extensas e vazias, além da floresta tropical e a tradição indígena. Mas, mesmo assim, alguns meios de vida encaram a possibilidade de extinção.

Concursos públicos são uma oportunidade para quem não tem experiência prévia – Foto: Divulgação/Manaus

Parteira

No caso das parteiras, há uma valorização cada vez maior aos ambientes que têm uma conotação “oficial” e segura para o parto, como os hospitais. O costume milenar do parto humanizado, praticado pelos indígenas desde os primórdios, está perdendo espaço entre as amazonenses. Embora a difícil mobilidade do estado ainda assegure o parto em casa com as parteiras, esta profissão é amplamente ameaçada de extinção.

Catraeiro

Mais um caso tradicional é o do catraieiro. Dificilmente um morador do sul do Brasil saberia do que se trata, mas os pilotos da catraia (uma canoa de médio porte, coberta e movida a remo) viveram por anos levando passageiros do bairro de Aparecida para São Raimundo, fazendo a travessia das pessoas, por aproximadamente 15 minutos. Porém, a construção da ponte Senador Fábio Lucena afetou diretamente a vida desses trabalhadores.

Profissões comuns

Além disso, o estado ainda sofre com as mesmas mudanças que assolam boa parte do mundo. Com a tendência internacional de automatizar os processos, a profissão de carteiro também pode estar com os dias contados. Da mesma forma, a tendência em centralizar todos os produtos em um estabelecimento seria um indício de que os leiteiros devem procurar outra carreira.

Diante dessa nova realidade, é muito natural que os cidadãos queiram se informar mais e, até mesmo, buscar novas oportunidades. Assim, um caminho escolhido comumente é o serviço público na região, que oferece benefícios e caminha na contramão das burocracias da contratação privada, como experiência prévia, por exemplo. O visado concurso para a Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno de Manaus terá o Edital ISS Manaus divulgado em breve, com vagas para auditor e outras atribuições.

Ao trabalhador sempre é bom ficar de olhos abertos!

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.