Projetos de biotecnologia é pauta durante reunião com o Governo do AM e o BID

Foto: Divulgação / Secom / Bruno Zanardo

Projetos voltados para áreas como biotecnologia, energia renovável, agronegócio, desenvolvimento de comércio exterior, além da formação e qualificação de pessoal para essas atividades no Amazonas, foram a pauta da reunião entre representantes do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A reunião aconteceu em formato virtual, na tarde desta segunda-feira (12/04), e contou com a participação do titular da Sedecti, Jório Veiga, e do secretário executivo de Desenvolvimento Econômico da pasta, Renato Freitas, e dos representantes do BID, Guilherme Piereck e Sebastian Gonzalez.

Os projetos elencados pelo BID englobam mais outros três estados amazônicos. Para o Amazonas foram discutidas possibilidades de negócios para a bioeconomia a partir de produtos das cadeias da castanha-do-Brasil para o mercado internacional, além do guaraná, do pirarucu de manejo, entre outras possibilidades que apresentam potencial para serem trabalhadas em conjunto no projeto.

Foto: Divulgação / Secom / Bruno Zanardo

Para o secretário Jório Veiga, discutir novos negócios, a partir de importantes itens das cadeias produtivas do Amazonas, junto ao BID, pode ser considerado uma grande oportunidade para a diversificação da matriz econômica do Amazonas.

O secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Renato Freitas, ressaltou a importância da colaboração da Sedecti junto à organização financeira internacional.

A reunião entre os representantes da Sedecti e o BID foi a primeira no contexto de tratativas de projetos sobre biotecnologia. A ideia é de que outros encontros possam ocorrer para o aprofundamento dos temas e, também, para identificar e executar ações de curto, médio e longo prazo para o Amazonas.

Sobre O BID – O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) é uma organização financeira internacional com sede na cidade de Washington, EUA, criada no ano de 1959 com o propósito de financiar projetos de desenvolvimento econômico, social e institucional e promover a integração comercial regional na área da América Latina e do Caribe.

As áreas atuais de intervenção do Banco incluem três desafios de desenvolvimento – inclusão social e equidade, produtividade e inovação e integração econômica – e três temas transversais – igualdade de gênero, mudança climática e sustentabilidade do meio ambiente, e capacidade institucional do estado e estado de direito.

O BID tem como prioridades a redução da desigualdade e a melhoria dos serviços públicos, incluindo a eficiência nos gastos das administrações. Em sua estratégia, dá destaque à cobertura e qualidade da educação, sua integração com o mercado de trabalho e o aperfeiçoamento da contratação e formação do corpo docente, dentro do cumprimento das metas definidas pelo Plano Nacional de Educação (PNE) até 2024.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui