Quadrilha que assaltava condomínios de luxo desarticulada, em Manaus

Quatro integrantes da quadrilha/Foto: SSP

Quatro integrantes da quadrilha/Foto: SSP
Quatro integrantes da quadrilha/Foto: SSP
Material apreendido com a quadrilha/Foto: PC
Material apreendido com a quadrilha/Foto: PC

A Polícia Civil do Amazonas, por ação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), prendeu na manhã de domingo (18), quatro integrantes de uma quadrilha investigada por praticar roubos a condomínios de luxo na capital. O bando foi preso ao assaltar uma escola católica, localizada na avenida Constantino Nery, no bairro São Geraldo.

O Titular da Especializada, Delegado Orlando Amaral, informou durante a coletiva de imprensa nesta manhã, que a quadrilha já vinha sendo investigada. “Começamos a investigar o bando há cerca de vinte dias, a partir das oitivas das vítimas e verificamos que todas as ações eram parecidas, sempre feitas na madrugada, com o mesmo modo de agir, na forma de entrar e de abordar”, explicou.

Na fuga do local do assalto, foram surpreendidos pelos policiais e houve troca de tiros. Dos oito integrantes da quadrilha, três foram baleados, sendo que dois deles, Valmir da Costa Maroto, de 42, e Erivelton Rodrigues Nunes, de 20 anos, foram socorridos mas morreram no hospital, e Leonardo da Silva dos Santos, 29, segue hospitalizado.

Moisés da Silva Lira, de 30 anos, Alexandre Barros Rodrigues e Leonardo Souza Lamazon, ambos de 29, e Francimar do Nascimento Elias, de 57 anos, foram presos. O oitavo integrante conseguiu fugir. A Polícia Civil continua as buscas para capturá-lo.

Ainda segundo Orlando Amaral, o grupo é considerado de alta periculosidade e todos cumpriam pena no regime semiaberto por crime de roubo. As investigações apontaram que a quadrilha também fez parte de três grandes assaltos às residências de dois empresários, sendo um deles dono de uma rede de lojas de materiais elétricos e ainda a casa de um ex-vereador de Manaus.

Com o bando, a equipe de investigação encontrou R$ 4 mil em dinheiro, quatro revólveres calibre 38, munições, dez celulares, um notebook e objetos pessoais das freiras e funcionários do colégio católico. Também foram apreendidos um carro modelo Gran Siena, cor prata e uma motocicleta da marca Honda, placa NOU 8439.

O veículo pertence a uma empresária de 25 anos, a qual teve o carro roubado dia 18 de setembro deste ano ao sair de sua casa, localizada no núcleo 16, bairro Cidade Nova, na Zona Norte. “Dois deles me renderam e mandaram eu passar para o banco traseiro. Outros dois acompanhavam o percurso que fazíamos de outro veículo. Além do meu carro, eles levaram as minhas mercadorias avaliadas em R$ 20 mil entre lingeries e semijoias”, relatou a empresária.
O grupo foi preso em flagrante por roubo e formação de quadrilha (Artigos 157 e 288 do CPB). Após os procedimentos legais na unidade policial, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde aguardarão julgamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui