Reforma Administrativa e PLOA são principais pautas do semestre, diz Josué Neto

Josué Neto, Reforma Administrativa/Foto: Joel Arthus

No retorno dos trabalhos de plenário na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), ontem quinta-feira (1), o presidente deputado Josué Neto afirmou que as principais pautas deste segundo semestre no Parlamento serão a reforma administrativa e a Proposta de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2020. Segundo ele, as matérias serão analisadas de forma democrática, mas ressaltou que o foco será “os interesses da população”.

De acordo com o presidente, a proposta da reforma será encaminhada ao Parlamento até o final da semana que vem. “A matéria que tratará da reforma administrativa do Governo deve chegar na semana que vem e deve tramitar na sua oficialidade. Eu espero que ela venha no sentido de enxugar os gastos, melhorar a estrutura e tornar a máquina do Governo mais leve, mas também mais forte para o bem da nossa população”, disse.

Segundo Josué Neto, a Assembleia deve manter o histórico da “boa relação com o Executivo” na análise das duas matérias, mas que os interesses da população, o diálogo e o respeito serão o foco do Parlamento assim como ocorreu no primeiro semestre.

Josué Neto, Reforma Administrativa/Foto: Joel Arthus

“A Assembleia Legislativa tem historicamente uma boa relação com o Executivo; agora, acima dessa boa relação, está a população. O que tem sido discutido aqui, e o nosso foco desses primeiros meses do ano, foi exatamente a independência, a liberdade, a forma respeitosa de divergir e de colocar as nossas opiniões e apresentar as soluções. Então, o diálogo hoje é, sem dúvida, o maior sentimento deste Parlamento, uma Casa democrática que abre as portas para todos os segmentos da sociedade”, afirmou o presidente .

Da tribuna, o presidente pediu que os demais parlamentares continuem zelando pelo respeito mútuo para que debates ocorram de forma saudável sempre no campo das ideias. “Essa é a proposta da Assembleia Legislativa de ser uma Assembleia que saiba respeitar as opiniões contrárias. Essa é a essência da democracia”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui