Schumacher movimenta olhos e responde vozes, dizem jornais

Schumacher está internado há quase 100 dias.

Schumacher está internado há quase 100 dias.
Schumacher está internado há quase 100 dias.

Dois jornais europeus atestam a evolução do quadro do piloto quase 100 dias depois de sua internação no Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, na França. De acordo com ‘La Gazzetta dello Sport’ e ‘Bild’, o alemão move os olhos e responde a vozes.

O periódico italiano reportou que a recuperação de Schumacher propriamente dita e o processo de acordar do coma de maneira consciente se iniciou na última semana e que representam um grande progresso diante do quadro que vinha parado há mais de três meses. Os primeiros sinais físicos desta evolução vieram com o movimento do olho direito com o reconhecimento de vozes de pessoas próximas.

Durante o fim de semana do GP do Bahrein, Jean Alesi revelou aos repórteres que tem feito visitas constantes a Schumacher no hospital francês e que a família está mais tranquila com os estímulos. “Primeiro, Michael respondia somente para a dor, quando era beliscado. por exemplo, mas isso pode ser uma reação do corpo”, disse. “Durante minha visita, percebi que algo estava mudando para melhor e que a família está um pouco aliviada”, completou.

Schumacher esquiava com um grupo de amigos e o filho, Mick, quando escorregou ao pisar em uma pedra encoberta pela neve, caiu e bateu a cabeça em uma rocha. Nos últimos dias, surgiram rumores na imprensa britânica na semana passada de que a esposa de Schumacher, Corinna, está transformando um dos quartos da residência da família, na Suíça, em uma instalação hospitalar para poder levar Michael para casa. De acordo com os relatos da imprensa inglesa, Corinna decidiu levar Michael para casa já que os médicos acreditam que ele tem poucas chances de se recuperar. A informação foi negada por Sabine.

O heptacampeão da F1 está internado no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, na França, desde o dia 29 de dezembro.

Felipe Massa também expressou seu contentamento ao saber da evolução do ex-companheiro de equipe na Ferrari e amigo. “Não posso expressar em palavras o quanto eu fico feliz”, disse o sétimo colocado do GP do Bahrein. “Rezo por Michael todos os dias, e meus pedidos foram atendidos. Agora espero continuar recebendo boas notícias de Grénoble”, completou o brasileiro.( O Estadão)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui