Senador exige satisfação do Banco Central sobre taxas de juros acima dos 300%/ano

O senador Eduardo Braga pede que Banco Centra reveja as taxas acima de 300%, que penalizam empresas e trabalhadores - foto: reprodução

A cobrança de tarifas e taxas bancárias vem sendo alvo de discussão acaloradas entre os parlamentares no Congresso Nacional, que não aceitam a ganância das instituições financeiras brasileiras, bancos e, os seus altos faturamentos que ultrapassam a casa dos R$ 24 bilhões, ano.

Os parlamentares cobram justificativas das instituições bancárias do País e solução urgente do Banco Central nesse sentido. Para o senador Eduardo Braga (MDB), por exemplo, é necessário entender uma série de questões a respeito da cobrança de taxa diferenciada entre uma instituição e outra.

“É importante haver um entendimento de como a Caixa Econômica Federal reduz em 50% as taxas de juros do cheque especial e o Banco do Brasil não dá menor satisfação aos usuários”, questionou.

“Não existe qualquer justificativa para a cobrança de taxas de juros acima de 300% ao ano. O Banco Central tem a obrigação de limitar essas taxas que penalizam trabalhadores, empresas e toda a economia”, completou Braga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui