Suspeita de nepotismo está sendo apurada em Humaitá

Foto: Reprodução

Uma suspeita de nepotismo em Humaitá (a 580 quilômetros de Manaus) está sendo apurada pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM). Os vereadores Jônatas Santos do Nascimento, o “Sipa”, e Humberto Neves Garcia, o “Paizinho”, teriam lotado parentes no Instituto Ástikos da Amazônia, mantido com recursos oriundos da prefeitura.

De acordo com o órgão ministerial, o vínculo familiar entre agentes públicos ocupantes de cargos comissionados e exercentes de função gratificada é incompatível com o conjunto de normas éticas adotadas pelo Poder Constituinte. “Sipa” teria lotado na presidência do instituto a tia, identificada como Sara dos Santos Riça e o vereador “Paizinho” também teria atribuído o cargo de assistência social para a então esposa, identificada como Jussara Terezinha Ceolin Garcia.

As contratações aconteceram sem que houvesse a comprovação de nenhuma qualificação técnica anterior das parentes dos parlamentares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui