Traficantes dominam ‘Monte Horebe’ e derramam sangue entre cidadãos de bem

Foto: Divulgação

Manaus – Uma guerra entre facções criminosas que parece não ter fim, dentro de uma das maiores invasões da cidade, conhecida como “Monte Horebe”. Somente nesta segunda-feira (21), foram registrados três homicídios bárbaros na localidade.

Um dos crimes que mais chamou a atenção da população que vive na localidade, foi a de um homem identificado como Alessandro Tiago de Jesus dos Santos de 23 anos. O mesmo foi assassinado com tiros de fuzil, calibre 762, arma que somente ias Forças Armadas utilizam em guerra. A vítima estava deitado em uma rede quando foi surpreendido pelos assassinos.

Foto: Divulgação

Quatro tiros foram disparados contra cabeça da vítima que ficou desfarelada e a sua massa cefálica jogada ao chão. O crime brutal têm características de acerto de contas do tráfico de drogas da área.  O corpo foi removido pelo IML. No local foi informado que Loirinho “vendia trufas”, que na linguagem popular faz referência a entorpecentes, e que o mesmo não fazia parte daquela área.

O outro caso ocorreu nas primeiras horas da tarde, onde o corpo de um homem ainda não identificado, foi encontrado enterrado na localidade pelos Polícias Militares da Companhia Independente de Cães (CIPCAES). O corpo teve que ser desenterrado e foi recolhido ao IML.

Já o terceiro caso, a vítima identificada como Jhon Keven Ferreira Alves, 20 anos, foi retirada a força de dentro de sua residência e metralhado por membros de uma facção criminosa que domina a área.

Os moradores da localidade acionaram a equipe da Polícia Militar que teve que chamar apoio para adentrarem não comunidade. O corpo foi removido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), e a polícia civil deve investigar o caso e tentar identificar os criminosos.

Texto: Correio da Amazônia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui