Vamos montar uma horta em casa? — por Valter Casarin

Valter Casarin é Coordenador Científico da Nutrientes para a Vida - Foto: Reprodução 

Você tem o desejo de montar a sua própria horta, mas não sabe por onde começar, certo? Será que o solo do meu terreno é adequado? Quais hortaliças eu vou plantar? Sim, são muitas dúvidas antes mesmo de iniciar. Mas, não fique preocupado, hoje eu vou te passar algumas dicas para você começar a sua aventura com tranquilidade e confiança.

O primeiro passo importante é encontrar uma localização privilegiada para receber suas futuras plantas. Tente encontrar um local com terreno plano e com solo solto, rico e profundo, nem muito ácido e nem muito alcalino. A maioria das plantas hortícolas precisam de sol. Por isso, comece a sua horta num local onde o sol brilhe pelo menos 6 horas por dia. Esses lugares também precisam fornecer abrigo quando o vento estiver forte. Esse será o paraíso da sua futura horta.

Mas, você pode estar se perguntando, como eu identifico características do solo? Observando atentamente sua terra, você pode facilmente caracterizá-la. Se for muito argilosa, arenosa ou ainda muito ácida, é possível melhorá-la usando boas práticas como a adição de compostos orgânicos, calcário e fertilizantes. Os fertilizantes são fundamentais para fornecer os nutrientes essenciais para o perfeito crescimento das plantas e a qualidade nutricional do produto colhido.

Se tudo isso parecer um pouco complicado, é possível criar uma horta em uma jardineira ou um caixote. Ao trazer uma mistura de solo adequado, você se liberta das restrições impostas pelo seu solo. É sempre bom lembrar em adaptar o seu ambiente às exigências de cada vegetal. Verificar para cada textura de solo (argiloso e arenoso) e acidez quais os vegetais mais adequados. Solos argilosos são mais adequados para beterraba e espinafre, enquanto o solo com tendência arenosa é recomendado para melancia e batatas. A salsa não gosta de solos muito ácidos. Por fim, se o sol ilumina com moderação sua horta, opte por alface, espinafre ou qualquer outro vegetal que prospere na sombra ou na sombra parcial.

Para áreas com muito vento, a parede de casa ou cerca viva é ideal para proteger seus vegetais. Caso contrário, planeje plantar arbustos comestíveis na borda da horta, o que fará uma muralha gourmet.

Também é preciso deixar claro que a montagem de uma horta exige que um pouco de seu tempo seja dedicado a essa tarefa. Para não ficar sobrecarregado por uma atividade que está além de sua capacidade, é melhor dimensionar adequadamente seu projeto antes de iniciá-lo.

Mesmo sem um grande espaço, você pode fazer sua horta com facilidade. Nas lojas de jardinagem, você encontrará vasos ou jardineiras especiais para cultivar uma horta na sua casa. No entanto, esse vaso de horta tem muitas outras vantagens. É mais fácil de manter o solo mais aquecido, além de provocar menos problemas com plantas daninhas.

Se você tiver espaço suficiente, faça a seguinte pergunta: minha horta é para passar o tempo ou para alimentar a família? Um planejamento prévio é sempre bem-vindo, assim, o melhor é começar o primeiro ano modestamente, com cerca de 20m², e depois expandir. Pensando também que em uma área de 100m² a sua disponibilidade de tempo terá que ser maior (mais de uma hora, quase diariamente).

Agora que você encontrou o local certo para sua horta, há mais um aspecto relevante a considerar. As ferramentas certas para isso! Esses itens essenciais certamente não devem faltar em seu kit básico: pá; ancinho; enxada; pulverizador de plantas; regador; tesoura de jardim e um pequeno tapete de espuma para proteger os joelhos. Para ter ainda mais sucesso, tenha também luvas de jardim e um par de sapatos ou botas apropriadas para uso nessa atividade.

Agora, chegou a hora de encarar um momento crucial, que é avaliar as suas necessidades, e escolher e quantificar os vegetais que serão plantados. Para isso é importante levar em conta os gostos e a composição da família. Para começar, é sugerido se concentrar em vegetais simples que você certamente come: rabanetes, tomate, alface, rúcula, algumas ervas finas (cebolinha e salsinha). Cenouras e batatas (deixe um pouco mais de espaço para elas) são bastante fáceis de cultivar, mas precisam ser armazenadas se você estiver semeando ou plantando várias linhas.E, claro, antes de começar a semear, não se esqueça de descobrir como cada vegetal é cultivado!

Para facilitar o entendimento da ocupação e a disposição do espaço da horta é recomendado fazer o desenho do projeto. Esse planejamento é muito importante para levar em consideração o lugar que cada hortaliça ocupará (em largura e altura) à medida que se desenvolve. Lembre-se também que caminhos entre as fileiras cultivadas são extremamente necessários para a sua passagem e para o espaço que fica disponível durante o ano, após a colheita.

O plano também permitirá estabelecer o cronograma de semeadura e plantio. De fato, seria uma pena se o seu consumo não conseguisse acompanhar a produção. Aqui, uma regra básica se aplica: a variação é fundamental! Selecione variedades diferentes para uma horta que nunca fica chata.

Cultivar seus próprios vegetais e frutas é uma ideia romântica. No entanto, muitas vezes falha após a primeira tentativa. Afinal, ter uma horta de sucesso provavelmente significa mais trabalho do que você imagina. Use essas dicas de ouro e comece, porque a horta pode se tornar seu novo hobby.

Valter Casarin é Coordenador Científico da Nutrientes para a Vida

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui