Veja 5 dicas de como fazer a compra da feira render

Foto: Divulgação

Apesar da desaceleração da inflação, frutas e verduras ainda lideram o ranking dos aumentos. Mamão e melancia, por exemplo, tiveram alta de 99,39% e 81,60%, respectivamente, no acumulado dos últimos 12 meses. Já a cebola e a batata-inglesa aumentaram 75,15% e 66,82%, no mesmo período.

A inflação oficial caiu 0,68% em julho, o menor resultado da série histórica do índice, iniciada em janeiro de 1980, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Mesmo com a variação negativa, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) registra alta de 10,07% no acumulado dos últimos 12 meses.

Foto: Divulgação

Para ajudar a economizar na feira livre, a educadora financeira Teresa Tayra afirma que a “hora da xepa” ainda é a principal estratégia utilizada para fazer o dinheiro render na compra de frutas e hortaliças.

Ela afirma que economizar na feira se estende a todo o processo: antes, durante e depois da compra. “Antes, fazendo uma lista para a semana e pesquisando receitas que utilizem os produtos de forma integral. Durante a feira, buscando as oportunidades dos produtos da estação. E após a feira, não desperdiçando e procurando armazenar de uma forma adequada”, orienta a educadora financeira.

Foto: Divulgação

“Comer alimentos frescos é hábito de vida saudável, e na era onde precisamos estimular descascar mais e desembrulhar menos, fazer a feira é um ato de amor a sua saúde”, conclui. Veja a seguir as principais orientações de Teresa.

1. Observar os produtos da estação

A natureza dá uma aula de oferta e demanda. Os produtos têm sua melhor época de colheita e, nesse período, seu sabor é melhor e o preço, mais acessível, pois são ofertados em mais quantidade.

Por isso, a dica 1 é, em vez de ir à feira em busca dos produtos favoritos, vá em busca dos produtos preferidos da estação.

2. Negociar com o feirante vale?

Comprar em mais quantidade tende a garantir um desconto maior. A dica 2 é fazer a compra em conjunto com amigos, vizinhos ou parentes para que todos se beneficiem de um bom desconto. Uma iniciativa chamada de “ganha-ganha”, pois o feirante se beneficia com a venda em maior volume e o grupo se beneficia com o desconto.

3. Como está a sua lista da semana?

Levar uma lista em qualquer compra, seja no mercado ou na feira, é fundamental. Uma das funções da lista é evitar o desperdício. Ir em busca de bons preços é fundamental, mas desperdiçar com quantidades indevidas é jogar dinheiro fora.

4. O que você utiliza em cada alimento?

O Brasil é rico em produção de alimentos, mas não fomos educados a aproveitá-los de forma integral. Muitos produtos têm possibilidades de uso de forma integral, mas acabamos descartando partes deles por não termos esse hábito.

O mais interessante desse item é que muitas vezes as partes que descartamos são ricas em nutrientes. Talos, folhas, cascas e sementes vão para o lixo sem utilização.

5. Garantir o preço de alguma promoção

Fique de olho nas grandes oportunidades. Viu um produto que está em um ótimo preço? Pense na possibilidade de levar em uma quantidade maior, cozinhar e congelar para as próximas semanas. É uma forma de assegurar a economia da próxima feira.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui