Abaixo-assinado de moradores ajuda polícia a prender traficante

Erickson

Erickson
Erickson da Silva/Foto: SSP
Objetos apreendidos em poder de Erickson/Foto: SSP
Objetos e dinheiro apreendidos em poder de Erickson/Foto: SSP

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) divulgou na manhã de hoje (07), a prisão, em flagrante, de Erickson da Silva e Silva, de 27 anos, suspeito de tráfico de drogas, na tarde de ontem, quarta-feira.

O suspeito foi denunciado ao secretário de Segurança Pública, coronel PM Paulo Roberto Vital, por meio de um abaixo-assinado de moradores dos conjuntos Hileia e Eduardo Gomes, do Bairro da Paz, na zona Centro-Oeste.

No documento, a comunidade aponta detalhes da atuação de Erickson e relata também outras denúncias que colaboram para a melhoria da segurança por parte da Polícia Militar, por intermédio do Ronda no Bairro.

De acordo com a coordenação da Força-Tarefa da SSP, responsável pela prisão, o acusado foi encontrado na casa 47 da rua Mar de Java, no conjunto Eduardo Gomes, com meio-quilo de pasta-base de cocaína, 80 gramas de cocaína e várias porções de maconha, além de material para embalagem de entorpecentes com a finalidade de traficar.

Os policiais da Força-Tarefa montaram campana próxima à casa de Erickson e o abordaram no momento em que ele saía em uma motocicleta preta para fazer entrega de drogas, do mesmo modo como foi descrito pelos denunciantes. ”Na hora da abordagem encontramos maconha no bolso da calça dele. O restante da droga estava escondido no quarto da casa, em cima de guarda-roupa”, disse um dos policiais.

Segundo a denúncia, Erickson permitia também que usuários consumissem drogas na própria residência, exalando forte odor para as casas da vizinhança. Além disso, a presença dessas pessoas causava intimidação nos moradores. “A situação estava ficando insustentável”, disse um dos moradores que pediu sigilo de identidade.

O acusado foi apresentado ao delegado do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e nesta manhã foi levado à cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui