Adaf apreende 370 quilos de peixes em Manacapuru

Fotos: Divulgação/Adaf

Uma unidade ilegal de beneficiamento de pescado foi interditada pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) na segunda-feira (13/09), no município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus).

Foram apreendidos 300 quilos de pirarucu beneficiado e 70 quilos de pescada.

Os peixes estavam armazenados de tal forma que não havia qualquer garantia quanto à integridade e inocuidade dos produtos, que foram destinados à produção de ração. A ação da Adaf contou com apoio da Polícia Militar.

“As instalações não ofereciam mínimas condições higiênico-sanitárias, e parte do pescado já exibia características anormais, de maneira que o produto já se mostrava impróprio para o consumo humano”, disse o auxiliar de fiscalização agropecuária da Adaf, Ruben Coelho dos Santos. A empresa foi autuada e tem prazo de 30 dias para apresentar defesa junto à autarquia.

O estabelecimento funcionava irregularmente em um flutuante no porto do DNIT, e apresentava instalações sem a devida higiene, além de peixes mal acondicionados e sem comprovação de origem. Com a interdição, o local fica proibido de operar até que as irregularidades sejam sanadas.

A equipe de fiscalização da Adaf constatou que o estabelecimento operava sem serviço de inspeção oficial, seja estadual, municipal ou federal – a adequação ao serviço de inspeção oficial é obrigatória para estabelecimentos que processam alimentos de origem animal.

Todo estabelecimento que opera com processamento de alimentos de origem animal precisa procurar o escritório da Adaf para buscar orientações, antes mesmo de iniciar a produção. Qualquer cidadão pode encaminhar à autarquia denúncias, relacionadas ao processamento de alimentos de origem animal, por meio da Ouvidoria da agência, pelo (92) 99380-9174.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui