Adaf certifica primeira unidade de processamento de pirarucu em Carauari

Foto: Tácio Melo/Secom

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) realizou, na quarta-feira (13/04), um beneficiamento demonstrativo do pirarucu de manejo, em Carauari (a 788 quilômetros de Manaus).

Durante a atividade, que teve a presença do governador Wilson Lima, a autarquia entregou ainda a certificação sanitária à Associação dos Produtores Rurais de Carauari (Asproc), que atua no beneficiamento de pescado e produtos de pescado naquele município.

Trata-se da primeira unidade de processamento de pirarucu de manejo a receber a certificação do Serviço de Inspeção Estadual (SIE). Durante a visita, Wilson Lima percorreu a unidade acompanhado do diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo.

Foto: Tácio Melo/Secom

Registrado no SIE-AM sob o número 239, o estabelecimento vai fortalecer as cadeias produtivas de pescado no Médio Juruá. A organização agroextrativista conta com mais de 500 produtores associados e beneficia aproximadamente 700 famílias. A planta deverá processar aproximadamente 200 toneladas de pescados e derivados mensalmente. O empreendimento está apto a processar todas as espécies autorizadas, em particular o pirarucu manejado, e conta com 14 funcionários.

De acordo com o diretor-presidente da Asproc, Manoel Cosme de Siqueira, a certificação garantirá uma melhoria na qualidade de vida dos manejadores.

“Isso vai permitir que eles comercializem seus produtos com qualidade sanitária, atendendo todos os requisitos que pesam. Para a gente isso é muito gratificante, porque nos ajuda com nosso objetivo, que é melhorar a qualidade de vida com sustentabilidade ao meio ambiente”, reforçou Manoel.

Foto: Tácio Melo/Secom

A Asproc é um dos fornecedores de produtos para o Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme).

“A gente tem o Governo do Estado como um grande parceiro nosso. Já somos um fornecedor de produtos para o Preme, que são os produtos da merenda escolar, que tem nos possibilitado colocar no mercado a nossa produção. A gente sabe que, no interior, um dos gargalos é a comercialização, e esses programas do Governo do Estado têm possibilitado a gente ser parceiro”, disse Manoel.

Manejo

O manejo sustentável do pirarucu é uma das atividades produtivas de maior sucesso no Amazonas. A captura da espécie acontece em Unidades de Conservação (UC) e áreas de manejo permitido por Acordo de Pesca.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é o responsável por definir a cota de captura da espécie para grupos de manejadores associados em suas respectivas entidades de classe (associações, sindicatos ou colônias de pesca).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui