Aglomerações: aumenta em 64% o número de mortes por Covid-19 em dezembro

Dezembro foi o mês com mais óbitos causados pelo Covid-19 - foto: divulgação/arquivo

Segundo a enfermeira epidemiologista Ethel Maciel, reuniões nos feriados de 12 de outubro, 2 de novembro e nas eleições podem ter influenciado no aumento, o que deve se repetir após o fim do período de comemorações entre o Natal e o réveillon.

O número de mortes por Covid-19 registradas no Brasil em dezembro de 2020 apresentaram uma elevação de 64,45% em relação a novembro do mesmo ano, de acordo com o consórcio de veículos de imprensa .

Em novembro, 13.263 morreram em decorrência da Covid-19. Já em dezembro, o número saltou para 21.811. Dezembro foi o mês com mais óbitos causados pela doença desde setembro do ano passado. Foi também a primeira vez desde julho que o número de mortos em um mês foi maior que o registrado no mês anterior.

A discrepância entre dezembro e novembro foi impulsionada pela tendência de alta nos óbitos em diferentes estados do país, tais como Mato Grosso do Sul, Amazonas, Pará, Mato Grosso, Acre, Alagoas e Sergipe.

Segundo a enfermeira epidemiologista Ethel Maciel, professora titular da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), ouvida pelo G1, a elevação da quantidade de óbitos em dezembro é reflexo de aglomerações realizadas em períodos anteriores, como nos feriados de 12 de outubro, 2 de novembro e das eleições. “As eleições tiveram influência. Políticos, pessoas se aglomerando: infelizmente foi o que nós vimos”, disse.

Com as inúmeras festas que ocorreram entre o Natal e o réveillon, o fenômeno pode se repetir. “Com as festas de final de ano, com certeza teremos muitos casos e muitas mortes – porque as pessoas não estão fazendo o distanciamento, estão se aglomerando”, afirmou Ethel.

Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui