AGU anula decisão de revalidação de diploma na Universidade Federal do Pará

Universidade terá autonomia para decidir os processos de revalidação de diplomas de medicina estrangeiros .

Universidade terá autonomia para decidir os processos de revalidação de diplomas de medicina estrangeiros .
Universidade terá autonomia para decidir os processos de revalidação de diplomas de medicina estrangeiros .

A Advocacia-Geral da União (AGU) anulou a ação judicial que pretendia obrigar a Universidade Federal do Pará (UFPA) a adotar providências administrativas para a revalidação dos diplomas de oito graduados em medicina por instituições estrangeiras.

A Procuradoria Federal no estado do Pará (PF/PA) e a Procuradoria Federal junto à Universidade explicaram que a revalidação de diplomas não se trata de uma tarefa simples. É preciso organizar uma comissão formada por docentes da própria Universidade ou de outros estabelecimentos que detenham qualificação na área do conhecimento do título avaliado.

As procuradorias afirmaram que a abertura do processo de revalidação deve ser planejada, pois a decisão se insere nas regras didático-administrativas asseguradas à Universidade.

A 1ª Vara da Seção Judiciária do Pará, seguindo a tese defendida pelas unidades da AGU, também reconheceu que não é aceitável o Poder Judiciário interferir na autonomia das universidades. Neste caso, não teria como verificar se a UFPA tem condições de alocar professores da área de medicina para analisar a demanda dos autores.

A decisão deixou claro que não há obstáculo que impeça o livre exercício profissional, já que os autores poderão obter a revalidação de seus diplomas em outras faculdades. “Aliás, verifica-se da qualificação dos autores que todos residem fora do estado, o que significa que teriam até mais facilidade em obter a revalidação de seus diplomas em universidades mais próximas aos seus domicílios”, diz um trecho da decisão. (Portal Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui