Apresentação do Grupo Garagem vai abordar o tráfico de mulheres

Foto:Frank Kitzinger / Grupo Garagem / Divulgação

Um misto de teatro com audiovisual: essa é a obra “Senti um vazio”, do Grupo Garagem, que ganha lançamento on-line marcado para este sábado, 24/10, às 20h. O projeto foi contemplado pelo Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais de 2018, da Prefeitura de Manaus, e aborda os temas do tráfico de mulheres e exploração sexual, ao contar a história de um dia na vida de Dija, uma mulher que é traficada. A obra foi originalmente pensada como um espetáculo teatral, a partir da remontagem do espetáculo de mesmo nome, apresentado pelo grupo em 2015.

As mudanças influenciaram o próprio processo de construção da obra, como também destaca Gleidstone. “Eu estava em São Paulo nesse período e não conseguia ir para Manaus, até por conta da pandemia, então eu tive que dirigir a atriz, o diretor de fotografia etc., tudo por Zoom, o que eu nunca tinha feito antes”, comentou o artista, que trabalha entre Manaus e São Paulo nas áreas de atuação, direção e produção.

“Vejo a obra como uma mistura de um espetáculo de teatro com um pouco de cinema. É um híbrido de tudo, que nós também não sabemos definir muito bem ainda, mas que é uma obra artística”, ressaltou. Para assistir à estreia, basta o público acessar o site do grupo, em www.grupogaragem.com e reservar gratuitamente o ingresso que fica disponível até as 21h30 do dia 24. Após preencher os dados no site, os interessados receberão o link de exibição da obra por e-mail.

Foto:Frank Kitzinger / Grupo Garagem / Divulgação

Grupo Garagem

O grupo possui em seu repertório espetáculos como “Eles falam da gente” , “Aconteceu, acontece ou acontecerá” , “Senti um vazio” , “Quando encontramos sonhos perdidos nas roupas que costuramos” e “Jogo do bicho” , além da revista eletrônica “Arte Documenta”, atualmente em sua quinta edição.

Conexões Culturais

Desde 2016, o Prêmio Manaus de Conexões Culturais contempla projetos artísticos e culturais de diversos segmentos, fomentando iniciativas que fortalecem a identidade cultural da cidade. Este ano, o prêmio está dividido em dez editais, que aplicarão a verba destinada pela Lei Federal Aldir Blanc a editais e chamadas públicas voltadas aos trabalhadores da cultura. Os editais também estão disponíveis na íntegra no site da prefeitura http://manaus.am.gov.br/.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui