Artesãos recebem Carteira Nacional como incentivo à geração de emprego e renda

Feira de Amostras de Artesanato, em Parintins/Foto: Alex Pazuello

Feira de Artesanato em Parintins/Foto: Alex Pazuello
Feira de Artesanato em Parintins/Foto: Alex Pazuello

Foram entregues ontem, sábado (28), para artesãos de Parintins, 110 carteiras profissionais, em solenidade que ocorreu no espaço onde funciona a 12ª Mostra de Artesanato, na avenida Amazonas, ao lado da catedral do município.

A Carteira Nacional do Artesão faz parte da política nacional de apoio ao artesanato e tem o objetivo de incentivar a geração de emprego em renda, ação coordenada no Amazonas, pela Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab).

De acordo com Francinete Lima, secretária da Setrab, a carteira abre mercado para os artesãos. “Com a carteira eles podem ter acesso as exposições nacionais e internacionais e fazer a venda dos produtos”, disse.

Com o documento, os artesãos têm isenção do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), acesso a crédito e poderão contribuir  para a Previdência Social. Ainda de acordo com a secretária da Setrab, até o fim do ano mais 200 carteiras deverão ser entregues a artesãos de Parintins.

Artesanato sustentável – A 12ª Mostra de Artesanato de Parintins já é tradicional e deverá alcançar perto de R$ 3 milhões em volume de negócio até domingo, segundo estimativa da Setrab. A exposição conta com a participação de 80 artesãos e artistas plásticos de Parintins, Nhamundá, Barreirinha e comunidades vizinhas.

O investimento do Governo é de R$ 350 mil para a realização da Mostra, recurso destinado à montagem de toda a estrutura das barracas de exposição e do palco para os desfiles de moda e apresentações culturais. A Tenda do Artesanato é um espaço para o turista que vai a Parintins assistir ao Festival e também para a comunidade local.

Francinete Lima destacou o papel ambiental da atividade. “Todos os produtos comercializadas aqui, por exemplo, são de manejo. Há um trabalho com reaproveitamento de madeira e economia solidária“, destacou.

Além de artesãos do Amazonas, a feira atrai artesãos de outros Estados da Amazônia. A artesã Edicinamar Rocha, que veio de Marajó (PA), afirmou que a Mostra é um importante espaço para as vendas. “Esse  é o meu primeiro ano aqui em Parintins e vou voltar ano que vem de novo. As vendas estão boas, tem gente de todo mundo aqui”, disse.

O projeto da Tenda do Artesanato ocupa uma área de 875 metros quadrados e funcionará até o dia 29 durante o dia, com desfiles e apresentações artísticas a partir das 17h.  A Setrab também atua em mais 23 municípios promovendo ações de valorização do  artesanato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui