Artistas locais são homenageados durante 5ª Semana da Literatura Amazonense

Foto: Lton santos/Semed

Mais de 1,4 mil alunos da escola municipal Dr. Raimundo Magalhães Cordeiro, no conjunto Amazonino Mendes, zona Norte, participam da 5ª edição da Semana da Literatura Amazonense, na unidade de ensino, até a próxima sexta-feira, 31/5. A atividade, realizada pela Prefeitura de Manaus, homenageia vários artistas locais e iniciou na manhã desta quarta-feira, 29/5.

O tema desta edição é “A influência da literatura amazonense na musicalidade” e tem como objetivo fazer com que os 1.486 alunos, do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da unidade, conheçam e valorizem as músicas e os artistas do Amazonas. Atividades artísticas de música, dança e dramatizações foram trabalhadas por turmas, que ficaram responsáveis de homenagear um artística local.

Foto: Lton santos/Semed

A secretária Municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, ficou impressionada com o nível da apresentação dos alunos e falou da importância de conciliar cultura e educação. “Educação e cultura são essenciais para construir uma educação de qualidade, como nos orienta o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. É muito significativo construir junto com a comunidade escolar e com os artistas locais um momento onde a arte e a cultura se encontram com a educação. A arte tem o poder de nos motivar a colorir o mundo”, afirmou a secretária.

No primeiro dia do evento, os artistas Chico da Silva, Arlindo Jr, Carlinhos do Boi e Zezinho Corrêa foram homenageados. “O que nós deixamos de herança para essa meninada é a nossa música, o amor que nós temos pela nossa cultura. Nossas composições refletem a cultura, a tradição e o costume de um povo e muitos desses alunos não conhecem a nossa trajetória. Hoje, eles vão chegar em casa e conversar com os pais ou avós que, em algum momento, já ouviram as nossas músicas”, comentou o cantor, compositor e poeta com mais de 40 anos de carreira, Chico da Silva.

Foto: Lton santos/Semed

Uma das apresentações também contou com a participação do tenor, Humberto Vieira, que cantou juntou com os alunos. O artista disse ter ficado muito feliz com a homenagem e que acredita ser de extrema importância a escola mostrar aos alunos a cultura amazonense e os vários caminhos que podem ser seguido na música. “É muito gratificante contribuir com a nossa profissão e trazer a musicalidade da poesia para a tonalidade da voz. Poder compartilhar com os alunos aquilo que eu escolhi para viver é muito gratificante e quem sabe daqui não saem futuros tenores”, disse Humberto.

A turma do 9º ano homenageou a cantora Lucilene Castro. Para a aluna, Letícia Ribeiro, 15, a música é uma forma de demonstrar amor. “Nós somos de uma geração que gosta muito mais das músicas de outras cidades e países e não estamos valorizando como deveríamos os artistas da nossa região e que cantam lindamente. A música é uma forma de amor e que deve fazer parte da nossa vida”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui