Atletas amazonenses desembarcam em SP para disputar a Surdolimpíada Nacional

Foto: Divulgação

A busca pelo lugar mais alto do pódio e a inclusão social através do esporte. São essas as principais missões dos 19 atletas surdos do Amazonas que disputam a 3º Surdolimpíada Nacional, em São José dos Campos, São Paulo. A competição, considerada a mais importante do calendário desportivo de surdos no Brasil, iniciou neste sábado (4) e vai até a próxima terça-feira (7), reunindo mais de mil surdoatletas brasileiros em 18 modalidades esportivas.

Foto: Divulgação

A equipe baré, que embarcou para o evento nesta sexta-feira, 3, é composta pelos atletas e o chefe da delegação e irão representar o Estado nas modalidades de judô, tênis de mesa, vôlei de praia, basquete, atletismo e boliche. Além disso, a competição nacional será um preparativo para a convocação final das Seleções Brasileiras para disputa da 24ª edição dos Jogos Olímpicos de Verão para Surdos, a Deaflympics (Surdolimpíada, em livre tradução), prevista para 2022.

O presidente da Associação dos Surdos do Amazonas (Asman), Alexandre Santos de Almeida, afirmou que a equipe está preparada para o torneio nacional e que servirá também para ganhar experiência visando a disputa de competições futuras.

“Estamos um pouco apreensivos e ansiosos para disputar as medalhas. Será uma oportunidade de observar como estão as outras equipes brasileiras e a Surdolimpíada vai ser uma oportunidade para ganhar mais experiência visando outras competições”, explicou Alexandre, que irá enfrentar feras de outros estados no tênis de mesa, nas categorias simples, bem como nas duplas simples e mistas.

Foto: Divulgação

Defensor dos direitos da comunidade surda na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Wilker Barreto foi o maior incentivador do grupo nas vésperas da competição. O parlamentar aproveitou para desejar sorte aos atletas, salientando que o fato da equipe disputar a competição já é uma grande vitória, diante da falta de apoio por parte do Governo.

“A força de vontade do grupo e a oportunidade de representar o Amazonas numa competição nacional, para mim, já uma grande vitória da equipe, que não conta com qualquer tipo de ajuda do governo. Mesmo com essa falta de sensibilidade, eu desejo sucesso a toda equipe e que os atletas possam voltar para o Estado com medalhas na bagagem”, finalizou Barreto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui