Atriz Olivia Newton-John, estrela de “Grease”, morre aos 73 anos

Foto: Reprodução

A atriz e cantora australiana Olivia Newton-John, estrela de filmes como “Grease” e “Xanadu”, sucesso nos anos 1970 e 1980, morreu na manhã desta segunda-feira (8) em seu rancho no sul da Califórnia. Ela tinha 73 anos.

“Olivia tem sido um símbolo de triunfos e esperança por mais de 30 anos compartilhando sua jornada com o câncer de mama. Sua inspiração de cura e experiência pioneira com plantas medicinais continua com o Olivia Newton-John Foundation Fund, dedicado à pesquisa de plantas medicinais e câncer. A família pede que qualquer doação seja feita em sua memória para a @onjfoundation”, escreveu seu marido, John Easterling, em comunicado na conta oficial do Instagram da atriz.

A cantora revelou em setembro de 2018 que estava tratando um câncer na base da coluna. Foi seu terceiro diagnóstico de câncer, após ataques de câncer de mama no início dos anos 1990 e em 2017.

Também pelo Instagram, seu amigo e par romântico nas telas, o ator John Travolta, lamentou a morte de Olivia.

“Minha querida Olivia, você fez todas as nossas vidas muito melhores. Seu impacto foi incrível. Eu te amo muito. Nos veremos na estrada e estaremos todos juntos novamente. Do seu, desde o primeiro momento em que te vi, e para sempre! Seu Danny, seu John!”, escreveu.

Foto: Reprodução

Sua ascensão à fama

Graças a uma série de hits country e soft-rock, Olivia Newton-John já era uma cantora popular no final dos anos 1970. Mas seu papel co-estrelando ao lado de John Travolta em “Grease”, de 1978, sem dúvida o filme musical mais popular de todos os tempos, elevou-a a um novo nível de estrelato.

Embora ela tivesse pouca experiência em atuação (e completou 29 anos durante as filmagens), Olivia teve uma performance indelével como Sandy, uma estudante australiana de natureza doce que namora o personagem de Travolta, Danny, em uma escola secundária do sul da Califórnia na década de 1950.

A química deles na tela como pombinhos incompatíveis que passam por transformações no ato final para conquistar o coração um do outro – ela troca seus vestidos de babados por saltos, couro, spandex e um cigarro – ancorou o filme e inspirou visualizações repetidas por legiões de fãs.

“Acho que ninguém poderia imaginar que um filme duraria quase 40 anos e ainda seria popular e as pessoas ainda estariam falando comigo sobre isso o tempo todo e adorando”, disse Newton-John à CNN em 2017. É apenas um daqueles filmes. Tenho muita sorte de ter feito parte dele. Deu prazer a tantas pessoas.”

Olivia Newton-John cantou em três dos maiores sucessos do filme: os duetos “You’re The One That I Want” e “Summer Nights” com Travolta, e sua balada solo, “Hopelessly Devoted To You”.

Nascida em Cambridge, Inglaterra, em 1948, Newton-John mudou-se com a família para Melbourne, na Austrália, quando ela tinha cinco anos. Depois de ganhar um concurso de talentos em um programa de TV, “Sing, Sing, Sing”, quando adolescente, ela formou um grupo só de garotas e começou a aparecer em programas semanais de música pop na Austrália.

Newton-John gravou seu primeiro single na Inglaterra em 1966 e emplacou alguns sucessos internacionais, mas ela permaneceu em grande parte desconhecida para o público dos EUA até 1973, quando “Let Be There” se tornou um hit top 10 tanto no adulto contemporâneo quanto nas paradas country.

Seguiu-se uma série de hits fáceis de ouvir, que ficaram em primeiro lugar, incluindo “I Honestly Love You”, “Have You Never Been Mellow” e “Please Mr. Please”.

Então veio “Grease”, que foi o filme de maior bilheteria de 1978 e se tornou um fenômeno cultural duradouro.

O filme deu a Olivia Newton-John a oportunidade de mudar sua imagem completamente. A capa do álbum seguinte, “Totally Hot”, trazia a cantora vestindo couro preto, enquanto suas músicas tinham um som pop mais ousado e contemporâneo.

Fonte: CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui