Bispos pedem aos candidatos compromisso com a Amazônia e Zero desmatamento

Foto: Divulgação

Em carta assinada pelo Cardeal Leonardo Steiner e Dom Evaristo Spengler, eles pedem propostas de governo para demarcar terras indígenas e zerar o desmatamento.

A Comissão Episcopal Especial para a Amazônia (CEA), da CNBB, e a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM-Brasil) publicaram hoje uma carta assinada pelo Cardeal Leonardo Ulrich Steiner e Dom Evaristo Spengler.

Dom Leonardo foi nomeado e instituído cardeal pelo Papa Francisco no último dia 27 de agosto, em Roma. O documento, intitulado “Tempo de sonhar: uma política para o bem comum na Amazônia” é um apelo aos candidatos e candidatas nas eleições de 2022, mas também um chamado aos eleitores que deverão escolher os representantes políticos.

“Percebemos que insaciedade voraz do capital declara sua marcha extrativista e decreta seu avanço rumo à última fronteira da expansão de uma “economia que mata”, assinala a carta nos primeiros parágrafos. Os bispos recordam, ainda, os já conhecidos posicionamentos do Papa Francisco para proteger a região Amazônia, especialmente no documento que o pontífice lançou em 2020 chamado Querida Amazônia, onde apresenta seus sonhos para promover a dignidade dos povos e de todo o bioma.

Os bispos, que na carta representam o episcopado brasileiro na Amazônia legal, fazem um apelo aos candidatos para temas como demarcação das terras indígenas, acesso à saúde, proteção de lideranças que defendem os direitos humanos, o fim do garimpo e da abertura de novos projetos de mineração e pedem a substituição de projetos ecocidas e insustentáveis que voltaram ao debate neste ano eleitoral.

A mensagem dos bispos termina fazendo um chamado aos eleitores e eleitoras para que escolham candidaturas comprometidas com a dignidade da pessoa humana. “Nossa voz, mais uma vez se ergue, tomados de confiança na fidelidade de Deus e no seu projeto de vida abundante para cada homem e mulher. Mas nossa confiança também se funda na capacidade de resistência e de transformação, própria da alma do povo brasileiro! ”

Leia a carta na íntegra:

CARTA-DOS-BISPOS-DIA-DA-AMAZONIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui