Cidades Esportes

Campeão de jiu-jítsu morre em grave acidente de carro, na Avenida das Torres

Acidente grave deixou jovem de 21 anos morto — Foto: Divulgação/Corpo dos Bombeiros
Redação I
Escrito por Redação I

Um estudante universitário morreu após capotar várias vezes o carro que dirigia na avenida Governador José Lindoso, a popular avenida das Torres, no final da noite desta segunda-feira (5), em Manaus. O acidente aconteceu no trecho da via no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul. Vladimir dos Reis Baia Neto, de 21 anos, morreu no local. Testemunhas relataram para Polícia Militar que o jovem dirigia em alta velocidade e disputava corrida ilegal de carro. A família desconhece o envolvimento do estudante em “racha”.

O capotamento ocorreu por volta das 23h30, quando o veículo Hyundai modelo HB20 trafegava sentido Coroado/Cidade Nova.

Segundo a 23ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o motorista passava por uma ladeira antes do acesso à avenida Nathan Xavier quando o veículo capotou várias vezes, colidiu com uma árvore no canteiro central e só parou nas muretas de proteção de uma das torres de distribuição de energia.

O jovem morreu no local logo após a forte colisão. O Corpo de Bombeiros chegou enviar equipes para local para auxiliar no resgate do corpo que ficou preso às ferragens.

Outros motoristas que passavam pelo trecho da avenida contaram para os policiais militares que o jovem estaria com o carro em alta velocidade e disputava uma corrida ilegal de rua, conhecida popularmente por “pega” ou “racha”.

Acidente grave deixou jovem de 21 anos morto — Foto: Divulgação/Corpo dos Bombeiros

A família do universitário desconhece a disputa de corrida, mas confirma que Vladimir Neto estava em alta velocidade. O jovem estava há cinco dias com o carro novo que tinha comprado.

“Meu filho jantou comigo e 20h saiu para fazer aplicativo para ganhar um dinheirinho. Só sei que o acidente foi na avenida das Torres e que ele estava em alta velocidade e bateu”, disse o pai do jovem, o motorista Raimundo Nonato, de 51 anos.

O estudante estava no 8º período do curso de Fisioterapia e, nas horas vagas, trabalhava na função de motorista de aplicativo de transporte privado. Vladimir Neto também era atleta e foi campeão, recentemente, do 31º Campeonato Amazonense de Jiu-Jitsu “Gi & No-Gi”. Ele chegou a disputar, também, o mundial de Abu Dhabi da modalidade.

“Ele era um filho maravilhoso, e era o mais novo. Não tinha vícios de fumar ou beber. Gostava de fazer esportes. Disputava rally de motocross. Eu sempre dizia para ele parar de andar rápido”, desabafou o pai emocionado.

Fonte: G1

Comentários

comentários

Deixe seu comentário