Capobiango destaca visibilidade de Manaus nas telas do mundo

Coordenador da UGP, Miguel Capobiango/Foto: Elisa Maia

Coordenador da UGP, Miguel Capobiango/Foto: Elisa Maia

Na Audiência Pública realizada ontem (25), na Assembleia Legislativa do Amazzonas, o coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP), Miguel Capobiango, declarando-se com a sensação parcial de dever cumprido, reafirmou a determinação do Governo do Estado de realizar a Copa do Mundo, dentro dos padrões estabelecidos pela coordenação mundial do evento, e deixar um legado de possibilidades que vão além das grandes obras realizadas na cidade de Manaus.


“Desde o início, já vislumbrávamos as possibilidades que a Copa proporcionaria a Manaus, e o momento está confirmando essa expectativa”, disse o coordenador, destacando que a visibilidade de Manaus nas telas do mundo inteiro, que segundo as estatísticas das Copas de 2006 e 2010 chega a 2 bilhões de telespectadores, como uma das maiores oportunidades do evento. “Vamos procurar ocupar ao máximo esses espaços e aproveitar também esse legado que a Copa vai deixar”, afirmou.

O coordenador da UGP Copa fez um relato sucinto dos trabalhos realizados nos últimos quatro anos, mostrando os avanços e destacando os ganhos para a cidade de Manaus. A começar pela reurbanização do entorno da Arena Amazônia, com a reorganização do trânsito; a construção de campos de treinamento para as seleções, no bairro da Glória (na antiga Colina) e no bairro do Coroado; a aceleração do Linhão de Tucuruí para o fornecimento de energia com linha dedicada à Arena, trazendo ainda a linha de fibra ótica para a internet com qualidade 4G.

Miguel Capobiango destacou ainda a ampliação do Aeroporto Eduardo Gomes, para garantir a oferta de voos internacionais para Manaus, e a atividade turística; a reforma do Porto de Manaus, com melhoria da operação portuária para o turismo; e as ações de qualificação humana, como a formação bilíngüe, a qualificação de agentes ligados aos serviços turísticos e os operadores de trânsito e de segurança pública, visando os serviços implantados para a Copa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui