Com recursos do BID, AM fará o maior investimento em educação, diz José Melo

Melo assina contrato com o BID, em Brasília/Foto:

Melo assina contrato com o BID, em Brasília/Foto:
Melo assina contrato com o BID, em Brasília/Foto:

Foi formalizado, na terça-feira (05), pelo Governo do Amazonas, em Brasília, contrato de operação de crédito no valor de US$ 151,180 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que vai permitir a construção de mais 12 Centros de Educação de Tempo Integral (Cetis) e a adaptação de outras 20 escolas em modelo de tempo integral.

O projeto tem contrapartida de US$ 121,826 milhões do Governo Estadual, totalizando U$ 273,006 milhões em investimentos na educação, e inclui a ampliação de programas de gestão e qualidade do ensino.

De acordo com o governador José Melo, este é um dos maiores investimentos do BID feito em projetos de educação em um Estado brasileiro. “É, também, o maior investimento feito pelo Estado do Amazonas em educação. Investimentos que são fundamentais do ponto de vista da qualidade da educação. Vamos ter mais 12 Cetis, mais 20 escolas que vamos transformar em escolas de tempo integral e vamos ampliar o Centro de Mídias da Seduc, para implantar mais 1.500 salas (de ensino mediado por tecnologia) no interior do Estado”, frisou.

Os projetos fazem parte do Programa de Aceleração do Desenvolvimento da Educação do Amazonas (Padeam), que, além do reforço da infraestrutura, prevê aplicação dos recursos do BID na melhoria da gestão escolar e em programas já executados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), segundo o governador. Serão ampliados os programas para correção da distorção idade/série e para fortalecer a preparação de jovens para exames de seleção para o ensino superior.

A aplicação de recursos seguirá cronograma a ser apresentado pela Seduc ao BID ainda este mês. De acordo com o secretário estadual de educação, Rossieli Silva, o Padeam é resultado de um amplo estudo de demanda realizado pelo Governo do Amazonas, que apontou áreas prioritárias para investimento em educação no Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui