Complexo Viário do Quarenta será entregue no final de maio, afirma José Melo


Melo visita obras do Complexo Viário do 40/Foto: W. Redman
Melo visita obras do Complexo Viário do 40/Foto: W. Redman

Iniciando o seu primeiro dia útil como chefe do Executivo Estadual, o governador José Melo, esteve visitando obras, hoje, segunda-feira (07). Logo pela manhã, o governador, empossado na última sexta-feira, foi fiscalizar a obra do complexo viário do Igarapé do Quarenta, entre as avenidas general Rodrigo Otávio e Silves, que faz parte do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), e cujo prazo de entrega é para o final de maio deste ano.

Antes, ele conversou, por telefone, com o prefeito de Manaus,  e colocou-se à disposição para ajudá-lo na questão sobre a paralisação do sistema de transporte coletivo da cidade.

“Quero dizer ao prefeito Arthur que estou disposto a dar todo o apoio para que ele, que é o ator principal desse processo, possa juntamente com os outros atores encontrar uma solução para esse impasse. Da minha parte, como governador, vou assegurar que isso ocorra num clima de paz. Eu saberei dar as ordens certas, na hora certa, para que isso não chegue a uma situação extrema ou que possa prejudicar outros serviços essenciais”, disse José Melo, ao pedir equilíbrio e que o processo ocorra no nível do diálogo e das negociações. O governador também lembrou que nas negociações passadas, o Governo do Estado atuou ajudando a manter o preço da passagem congelado em R$ 2,70, ao subsidiar o ICMS do óleo diesel.

Melo afirmou reconhecer o direito democrático à greve, mas disse estranhar o fato de o movimento ter iniciado com a paralisação e não com a negociação. “Normalmente as categorias reúnem e discutem a exaustão sobre aquilo que querem. Não podemos começar a greve e depois discutir. Esse movimento começou pelo fim, temos 30 dias de negociação, antes da data base, e já começam o movimento prejudicando a população”, reclamou, ao dar como exemplo a negociação que o Governo do Estado vem mantendo com os profissionais da educação, que está no nível das negociações.

Sobre o fato de sair cedo para visitar obras, José Melo afirmou que será este o ritmo de sua administração, uma vez que vai priorizar a conclusão de obras iniciadas na gestão de seu antecessor Omar Aziz, que renunciou ao cargo. “Eu me auto impus as seguintes tarefas: eu acordo de manhã cedo e a primeira coisa que faço é visitar as obras e só então iniciam minhas outras atividades. Esse não será apenas o meu ritmo, mas de todo o meu secretariado. Nós temos ainda muitas obras para concluir que foram objetos de compromissos meu e do Omar com o povo do Amazonas. Então, minha obrigação é continuar dando esse ritmo para que, até o final do ano, tenhamos cumprido nossos compromissos”, ressaltou.

De acordo com José Melo, a prioridade agora é concluir as obras planejadas para serem entregues até o final do mandato e as palavras de ordem são muito trabalho e celeridade. São quase R$ 4 bilhões de obras em andamento atualmente, entre elas o Prosamim do Igarapé do Quarenta e o da Bacia do São Raimundo, que têm fases para serem entregues este ano. O prazo de inauguração do trecho visitado pelo governador, nesta segunda-feira, é 30 de maio. “É uma obra importante, porque vai facilitar o trânsito dos usuários do Distrito Industrial que será interligado à avenida Manaus Moderna, sem precisar cruzar o centro de Manaus”, disse Melo.

O sistema viário do Quarenta está incluso no financiamento do Prosamim II que é de US$ 220 milhões, sendo US$ 154 milhões financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e US$ 66 milhões pelo Governo do Amazonas. A obra de maior visibilidade, neste complexo, é o viaduto do Quarenta, que fica localizado na avenida General Rodrigo Otávio. Os trechos que envolvem a avenida Duque de Caxias, a ponte da Manaus Moderna e ponte da Maués já foram finalizados entre 2008 e 2012 e entregues. Em outro trecho entre a rua Silves e a Maués, está sendo feito o reassentamento das famílias.

Parceria com a Prefeitura – Em entrevista ainda pela manhã, o governador garantiu que vai continuar a parceria com a Prefeitura de Manaus para asfaltar e recuperar cerca de 4 mil ruas da cidade, trabalho que iniciou pelas grandes avenidas e agora entrará nos bairros. Segundo José Melo, ainda esta semana deverá ser lançado um cronograma de obras. “Em Manaus temos o desafio de dar continuidade à ação conjunta com a Prefeitura de Manaus, vou sentar esta semana com o prefeito Arthur para estabelecermos um cronograma de intervenção em vários bairros. Até o final dessa semana, a programação estará pronta para que possamos entrar com toda a força com a estrutura da Secretaria da Região Metropolitana e a Prefeitura com a sua estrutura própria”.

Entre as obras que serão tocadas com prioridade, Melo citou a Cidade Universitária da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), estradas, como a duplicação da rodovia AM-070 e vicinais para facilitar o escoamento da produção. Ele também citou a construção de mais de 20 Centros de Educação de Tempo Integral e núcleos da UEA e do Cetam no interior.

Cheia e Copa – Outra prioridade, segundo José Melo, é o auxilio às famílias atingidas pela cheia no interior do Estado. O Governo do Estado já entregou 30 mil cestas básicas, além de medicamentos e kits de higiene, e deverá definir, junto com a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) e Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), um projeto que envolva o perdão da dívida de produtores que perderam a produção, além de oferta de financiamento com juros baixos e tempo maior de pagamento.

Sobre a preparação para Copa do Mundo, José Melo disse que Manaus é uma das cidades mais adiantadas e que os trabalhos continuam em ritmo forte. “Continua o trabalho de preparação para a Copa. A arena está em fase de testes, estamos trabalhando nas ruas da cidade e no treinamento do pessoal que vai atuar na Copa”, observou.

FOTOS: W.REDMAN/AGECOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui