Coreógrafo que acusava Michael Jackson teve processo cancelado pela Justiça


O coreógrafo Wade Robson, de 32 anos, teve um processo de abuso sexual contra Michael Jackson dispensado pela Justiça norte-americana.
As autoridades alegam que Robson demorou demais para denunciar o cantor, já que os supostos abusos aconteceram há quase duas décadas. Além disso, o dançarino já havia testemunhado a favor do artista em um processo com as mesmas características ocorrido em 2005.

 
Segundo o E!Online, o advogado de Robson, Maryan Marzano, vai recorrer da decisão. Robson diz que levou quase 20 anos para procurar a justiça porque não se lembrava dos abusos. Ele só teria voltado a ter recordações do caso através de sessões de terapia.

O advogado do espólio de Michael Jackson confirmou a My News L.A. que Robson testemunhou a favor do cantor sob juramento e que as palavras dele foram sinceras na época. “Michael nunca fez nada inapropriado com ele”, disse.

(R7)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui