Corpo de jovem vítima de doença misteriosa é exumado em Codajás

Foto: Reprodução

Uma equipe de peritos da Polícia Civil realizou nesta terça-feira (10), a exumação de corpo e coleta de material de Fabrícia Garcia, de 16 anos, que morreu em decorrência de uma doença ainda não identificada que estaria vitimando membros de uma mesma família em Codajás, no interior do Estado. A informação foi prestada por meio de nota da Prefeitura do município.

A exumação do corpo de Fabrícia ocorreu em cumprimento à ordem judicial da Juiz da Comarca, Geildson Souza. Para cumprir a determinação, o corpo de Fabrícia, que faleceu na última sexta-feira (6), sepultado sem diagnóstico definitivo da causa da morte, foi exumado e analisado para determinação do motivo do óbito.

De acordo com o secretário municipal de Saúde de Codajás, a família não permitiu que os peritos fizessem o exame de necropsia após o falecimento da jovem, mas o hospital em que ela estava internada coletou saliva, fios de cabelo e amostras de sangue. Os materiais foram encaminhados à Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

“A necropsia seria fundamental para elucidar a causa das mortes, uma vez que, no decorrer do período de toda investigação, (in loco), foram apontados vários fatores concorrentes para as mortes, entre estes, arsênico. Uma possibilidade evidente de envenenamento”, concluiu a Secretaria de Saúde de Codajás, informa a nota.

Assim como ela, outras quatro pessoas do mesmo vínculo familiar morreram subitamente, em curto período de tempo e sem explicações definidas. Foram elas: Ícaro Gabriel da Silva, de oito meses; Célio Vinícius da Silva Marques, 11 meses (falecido); Ryan da Silva Silveira, 5 anos (falecido) e Cauã Pietro de Araújo Oliveira, 6 anos (falecido).

Fonte: Portal Caboco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui