Decisão de juiz em favor de Adail Pinheiro pode ser anulada pelo MPE

Ex-prefeito de Coari Adail Pinheiro preso por prática da pedofilia, entre outros crimes.

O Ministério Público do Estado (MPE) vai ingressar com recurso junto ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) para reformar a decisão do juiz da comarca de Coari, Fábio Lopes Alfaia, que decretou a nulidade de todo o processo investigatório do MPE sobre os crimes de pedofilia do ex-prefeito Adail Pinheiro.

O próprio Procurador-Geral de Justiça, Fábio Monteiro, se manifestou nesta segunda-feira, informando que o promotor de Justiça de Coari Clovis Roberto Soares, esteve com ele, falou sobre a “estranha” decisão do juiz de Coari, e nesta terça-feira, as duas autoridades devem ingressar com recurso junto ao TJAM para reformar (modificar) a decisão do juiz Fábio Lopes Alfaia.

Ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, preso por prática da pedofilia, entre outros crimes.

Fábio Monteiro considerou equivocada a decisão do magistrado e disse confiar que os desembargadores do TJAM não irão aceitar a decisão do juiz de Coari e irão modificá-la, ou seja, irão decidir que Adail Pinheiro e os demais réus investigados pelo Ministério Público continuarão sim respondendo pelos crimes de pedofilia.

Áudio com a fala do procurador Fábio Monteiro:

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui